PUB

“Psicologia das massas”, por Vasco Damas

Uma mentira repetida mil vezes não se torna verdade, mas começa a ser aceite como tal. A página mais negra e vergonhosa da história recente da humanidade, prova-o mas desengane-se quem pense que esta estratégia é nova. Por alturas do Renascimento já havia quem afirmasse que os meios justificavam os fins. E se continuarmos a recuar até aos primórdios da história da humanidade, chegamos à conclusão que muitos episódios, sem qualquer tipo de lógica ou coerência, foram apoiados por maiorias irracionais.

PUB

O controlo da psicologia das massas ajuda a explicar estes fenómenos. Os grandes líderes rapidamente o percebem. As personagens com ego superior à sua personalidade, também.

Até determinada altura da minha vida, havia factos históricos que tinha dificuldade em entender porque achava estranho que se conseguisse enganar tantas pessoas em simultâneo. Hoje penso que já o consigo perceber. Por mais racionais que sejamos, o momento vivido no presente, principalmente em cenários de insegurança e de incerteza, leva-nos a tomar decisões emocionais e a apoiar aquilo que se afasta da nossa natureza. Esta é também a prova que nem sempre as maiorias estão certas.

PUB

A história seguirá invariavelmente o seu curso e encarregar-se-á de colocar tudo em seu lugar, e muitos dos que hoje seguem cegamente atrás de um populismo eufórico e irracional, serão os mesmos que “amanhã” abrirão os olhos para ver que afinal aquilo que achavam que viam nunca passou de uma ilusão.

Afirmo-o sem qualquer tom crítico. Em bom rigor, afirmo-o com a condescendência de quem assume já ter “comprado” sonhos de papel em forma de castelos no ar… que rapidamente se transformaram em pesadelos que “encarceraram” o presente e atrasaram o futuro.

Talvez por isso hoje seja muito mais moderado. No elogio e principalmente na crítica.

Talvez também por isso hoje me foque mais na estratégia por trás do discurso e nos tiques que se escondem por trás da dialética.

Nem tudo é o que parece e muitos destes discursos que “vendem” os “grandes novamente”, limitam-se a ser o escudo que esconde uma obsessiva ambição pessoal.

Nem sempre é fácil ter razão antes do tempo e para alguns é bem mais fácil estar errados no momento certo ou, dizendo de outra forma, parecer estar certos no preciso momento antes de a história ter tempo de os desmascarar ao mostrar o verdadeiro conteúdo dos factos.

PUB
PUB
Vasco Damas
É gestor e trabalhar com pessoas, contribuir para o seu crescimento e levá-las a ultrapassar os limites que pensavam que tinham é a sua maior satisfação profissional. Gosta do equilíbrio entre a família como porto de abrigo e das “tempestades” saudáveis provocadas pelos convívios entre amigos. Adora o mar, principalmente no Inverno, que utiliza, sempre que possível, como profilaxia natural. Nos tempos livres gosta de “viajar” à boleia de um bom livro ou de um bom filme. Em síntese, adora desfrutar dos pequenos prazeres da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).