Terça-feira, Dezembro 7, 2021

PSD quer resolver falta de qualidade de energia nas empresas do interior

O PSD, através do deputado Duarte Marques, desafiou a Ministra da Coesão, Ana Abrunhosa, a acompanhar o PSD na mudança de paradigma na qualidade energia fornecida às empresas, no sentido de resolver a falta de qualidade de energia nas empresas do interior, nomeadamente nas zonas industriais. “Não faz sentido que as nossas empresas paguem o mesmo valor pela eletricidade e tenham um serviço diferente, com mais falhas, que Porto ou Lisboa”, afirmou.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, o PSD refere que o deputado eleito por Santarém aproveitou a audição Parlamentar a propósito do plano de recuperação da economia para lembrar que “um dos principais entraves à competitividade das empresas no interior á a qualidade de energia fornecida às empresas”. As falhas na rede de baixa qualidade “provocam enormes prejuízos às indústrias que têm mais automatismos, equipamentos eletrónicos ou robótica”, notou.

Segundo afirmou Duarte Marques, estas empresas “pagam o mesmo custo de energia, mas tem um serviço de pior qualidade porque a legislação atual de garantia de qualidade de energia exige nível A (praticamente sem falhas) apenas nas capitais de distrito e cidades com mais de 25 mil habitantes. Ora, isto é um entrave brutal à coesão e uma grande injustiça”.

- Publicidade -

Em nome do PSD, o deputado defendeu que esta regra deveria ser alterada e exigido que, pelo menos, as “zonas industriais deveriam ter este nível A de qualidade energética” lembrando ainda que, “se há matéria que é uma reforma estrutural, que permite aumentar a eficiência energética e a competitividade das empresas é uma mudança como esta” e que, “para tal, não faltam fundos europeus para apoiar este tipo de investimentos, e esta é a oportunidade para isso.”

“A Ministra da Coesão respondeu ao desafio e comprometeu-se dentro do Governo, em particular junto dos Ministros do Ambiente e da Economia, a tudo fazer para dar mais este passo na busca de maior coesão do território. De notar que praticamente todas as bancadas parlamentares representadas nesta reunião anuíram também à importância desta reforma proposta pelo PSD”, pode ainda ler-se na nota informática daquele partido.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome