Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

PSD alerta para risco de caducidade da zona de proteção do traçado do IC3

No debate sobre o Orçamento de Estado para a área das Infraestruturas e Planeamento, o deputado do PSD, Duarte Marques, questionou o Ministro Pedro Marques sobre a conclusão do IC3, tendo alertado para as “graves consequências do adiar desta obra”, e recordou a pertinência do nó da A1 com o IC9, em Fátima (Ourém).

- Publicidade -

O deputado do PSD, eleito pelo distrito de Santarém, lembrou que o prazo do “estudo de impacto ambiental desta obra já caducou” tendo feito notar que “em março de 2019 caducará a zona de proteção ao traçado”, o que, “a acontecer, será gravíssimo e inviabilizará esta importante obra para muitos anos”, tendo considerado uma “injustiça no adiar desta obra para uma população que aceitou receber os resíduos perigosos de todo o país.”

O eleito lembrou ainda o atraso existente na construção da ligação entre a A1 e o IC9 em Fátima, no concelho de Ourém, uma obra que “facilitará bastante a circulação entre duas vias tão importantes para o turismo e para a indústria” da região.

- Publicidade -

⬇️ Deputado do PSD alerta Governo para caducidade de "zona de proteção" do traçado do IC3 (ligação à Chamusca)Hoje no debate de especialidade de #OE2019 na área das infraestruturas e transportes, questionei o governo sobre o adiamento consecutivo da conclusão do IC3 e da ligação entre a A1 e o IC9 em Fátima. O estudo impacto ambiental da conclusão do IC3 já caducou e a zona de proteção caducará em 2019. Se nada for feito, esta obra poderá ficar inviabilizada para sempre.#Chamusca #PSD #ribatejo #santarem

Publicado por Duarte Marques em Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018

“A verdade é que o orçamento deste sector tem tido uma execução muito reduzida, cerca de 40% nos últimos três anos face ao orçamentado. Apesar da saída da troika e do período de ajustamento, o investimento público tem sido muito reduzido, mesmo abaixo do período entre 2011 e 2015. Inaceitável é que o distrito de Santarém tenha tido mais investimento público nessa altura do que agora em que supostamente terminou a austeridade”.

Duarte Marques concluiu ao afirmar que “Pedro Marques é que devia ser Presidente do Eurogrupo pois é muito graças aos cortes na sua área que Centeno conseguiu o défice tão baixo”.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome