Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Maio 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Proximidade com responsabilidade”, por Hugo Costa

A falta de proximidade entre eleitos e eleitores é, certamente, uma das questões mais complexas de resolver no quadro político e parlamentar atual e que a todos deve preocupar. No contexto da Assembleia da República, os duzentos e trinta deputados são eleitos por círculos eleitorais mas representam a totalidade do país. A realidade, porém, é a de que a maioria dos eleitores não sabe quem são, em cada círculo eleitoral, os deputados que os representam. Não há uma proximidade efectiva junto de quem os representa.

- Publicidade -

Lamentavelmente, nos dias de hoje, através de um discurso carregado de populismo e muitas vezes até ódio, são difundidos comentários nas redes sociais que para serem desconstruídos demoram muito tempo. Paralelamente, uma boa ideia é muito mais difícil de se fazer passar junto da opinião pública. Isto obriga-nos a recorrer a metodologias de trabalho claras no sentido de levar a informação certa e fidedigna aos eleitores. Os eleitores merecem a maior transparência por parte dos eleitos.

Pessoalmente, tento estar sempre disponível para encetar um diálogo construtivo mas bem sei que, pela complexidade inerente ao ser humano, esta é uma equação de difícil resolução porque nunca conseguimos chegar a todos. Mesmo sabendo disto, não nos devemos desviar da construção desta relação de proximidade com responsabilidade.

- Publicidade -

Cerca de três semanas depois da tomada de posse da Assembleia, já foram fechadas as comissões em que cada deputado vai realizar o seu trabalho. No meu caso em particular, recebi responsabilidades reforçadas como coordenador do grupo parlamentar na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, isto para além de acompanhar temas relacionados com as finanças e, obviamente, continuar a dar uma atenção especial às temáticas da energia.

Esta coluna de opinião é um dos espaços que utilizarei para dialogar com eleitores do distrito, nesta óptica de proximidade. Para além do trabalho em comissões, continuarei muito atento ao território e espero que me façam chegar elementos para conseguir levar temas regionais ao parlamento. Podem contar com a minha disponibilidade. Trabalho em proximidade é a minha responsabilidade.

Deputado na Assembleia da República e membro das Comissões de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, é também membro da Comissão de Orçamento e Finanças. Diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 36 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É membro da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome