Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Programação de novembro do PIPA leva arte, pensamento e escrita à aldeia de Saramago

O PIPA – Programa da Imagem e da Palavra da Azinhaga dinamiza, sexta-feira e sábado, atividades para crianças e adultos com o comissário do Plano Nacional das Artes (PNA) e os escritores Joana Bértholo e João Tordo.

- Publicidade -

O PIPA, lançado em outubro pela Associação Isto não é um Cachimbo, oferece, na programação de novembro, na sua sede, na antiga escola primária da Azinhaga, aldeia natal do Nobel da Literatura José Saramago, no concelho da Golegã, distrito de Santarém, a palestra “Arte e Educação”, a acontecer na sexta-feira às 16:00, a oficina “Museu do Pensamento”, no sábado de manhã, e, à tarde, a ‘masterclass’ “Processos de Escrita”.

Na palestra “Arte e Educação”, o comissário do PNA, Paulo Pires do Vale, dará a conhecer o manifesto e a estratégia do plano, “falando da importância das artes na educação e na vida das comunidades e dos cidadãos”, segundo uma nota da associação.

- Publicidade -

Pires do Vale falará de como “o poder criativo e indisciplinador das múltiplas manifestações artísticas” pode ser aproveitado “para melhorar a ação do sistema educativo, tornando-o mais transdisciplinar e inclusivo, afirmando a escola como um polo cultural e as instituições culturais como territórios educativos”.

A oficina “Museu do Pensamento”, dirigida a crianças entre os 7 e os 14 anos, inspira-se no livro homónimo (editado pela Caminho em 2017), conduzindo Joana Bértholo os mais jovens numa “viagem em torno do pensamento e das suas curiosidades”.

Numa sessão que inclui uma parte expositiva e algumas leituras, as crianças serão desafiadas a participar com perguntas como “Já tentaste não pensar? Pensas mais sobre o passado ou o futuro? O que fazer com os pensamentos feios? E o sonho, é uma forma de pensar? Para que servem os círculos quadrados?”.

“O momento alto será quando cada criança coloca o seu chapéu e mergulha de cabeça no seu próprio pensar. Para alguns participantes, este poderá ser o primeiro contacto com a meditação. Para esta oficina, é pedido que cada criança leve um chapéu ou um boné”, segundo a mesma nota.

A programação de novembro encerra com João Tordo, que, a partir do seu livro “Manual da Sobrevivência de um Escritor (ou: o pouco que sei sobre aquilo que faço)”, editado pela Companhia das Letras em 2020, “conduzirá os participantes pelo seu universo e processo criativos numa conversa aberta”.

Todos os eventos são de entrada livre, estando sujeitas à lotação de sala e, no caso da oficina infantil, é necessária uma inscrição prévia para o email azinhagapipa@gmail.com, refere a nota da associação.

O PIPA é um projeto da Isto Não é Um Cachimbo, dinamizado pela curadora da Fundação José Saramago e responsável pelo polo da Azinhaga, Ana Saramago Matos, e pelo fotógrafo e produtor cultural Cláudio Garrudo.

O programa visa colocar “em diálogo a Literatura e as práticas da Arte Contemporânea” e ser “um lugar de partilha e interação entre artistas, escritores, poetas, músicos e outros criadores e agentes culturais, criando relações com a comunidade e cultura locais”.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome