Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Novembro 29, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Proença-a-Nova | Município e Centro Ciência da Floresta plantam uma árvore em cada aldeia

O Município de Proença-a-Nova, em colaboração com as Juntas de Freguesia e o Centro Ciência Viva da Floresta, vão plantar uma árvore de espécie autóctone em cada aldeia do concelho, na iniciativa “Uma aldeia, uma árvore – de sol a sol”, no próximo dia 21 de março, assinalando também o Dia Internacional das Florestas.

- Publicidade -

Reflorestar a floresta foi o desafio que o Município de Proença-a-Nova lançou às associações locais, em mais uma iniciativa inserida no Ano Municipal da Floresta – Proença A Nova Floresta.

O presidente da autarquia, João Lobo, sublinha que “no dia em que se assinala o Dia Internacional das Florestas vamos plantar uma árvore em cada aldeia do nosso concelho: uma aldeia, uma árvore”.

- Publicidade -

O autarca apela ao “habitual empenho e dinamismo das associações e coletividades para que esta plantação, embora simbólica, possa de alguma forma reforçar a urgência na mudança de paradigma relativamente à organização da floresta e às espécies autóctones que foram desprestigiadas e que é importante voltarem a ter espaço”.

“O sucesso do projeto Proença A Nova Floresta – acrescenta João Lobo – depende de cada um de nós, seja na limpeza da floresta, contribuindo para a defesa de pessoas e bens, seja na reflorestação organizada, tornando o concelho mais seguro e mais verde”.

João Lobo convida ainda as coletividades a promoverem outras ações desta natureza: “na semana em que celebramos a floresta podem e devem as associações promover outra ação de plantação no perímetro da aldeia”.

Em parceria com as coletividades locais, 87 aldeias responderam ao repto lançado pelo autarca proencense e desta forma vão receber esta iniciativa, plantando uma árvore proveniente de espécies autóctones dentro do perímetro da mesma.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome