- Publicidade -

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021
- Publicidade -

Praias fluviais de Vila de Rei valem ouro, época balnear arranca a 15 de junho (c/ÁUDIO)

Vila de Rei tem uma mão cheia de praias fluviais que valem ouro, situação que se renova por distinção da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, que em mais um ano permitirá que seja hasteada bandeira Qualidade de Ouro 2021 nas praias de Fernandaires, Penedo Furado, Bostelim, Pego das Cancelas e na Zona Balnear da Zaboeira.

- Publicidade -

Por outro lado, a autarquia já confirmou que a época balnear inicia a 15 de junho, estando já avançar os preparativos para que todas as infraestruturas estejam aptas a receber os utentes, bem como asseguradas as questões de segurança, nomeadamente com contratação de nadadores-salvadores nas praias com concessão.

As cinco praias vilarregenses alcançam de novo o galardão, surgindo entre 51 praias interiores da lista total de 391 praias nacionais. Segundo a autarquia, esta é a décima vez consecutiva que Fernandaires recebe a distinção, enquanto que a Zaboeira a acolhe pela quinta vez. Já as praias fluviais do Penedo Furado, Bostelim e Pego das Cancelas são distinguidas pelo segundo ano consecutivo.

Penedo Furado. Foto: mediotejo.net
- Publicidade -

Refira-se ainda que a classificação “Qualidade de Ouro” é atribuída pela Quercus “às praias que cumpriram com o critério de «qualidade de água excelente» nas épocas balneares entre 2016 e 2020, sendo que, na última época balnear (2020), não poderá ter ocorrido qualquer tipo de ocorrência ou aviso de desaconselhamento/proibição da prática balnear ou interdição temporária da praia”, lê-se em nota de imprensa.

PRaia fluvial de Fernandaires, onde a quietude e a natureza confluem com os desportos náuticos, nomeadamente o wakeboard, a canoagem e o stand up paddle. Foto: CMVR

Para a autarquia, este continua a ser motivo de orgulho pelo reconhecimento do património natural do concelho e pela valorização em termos turísticos.

Que o diga o vice-presidente da autarquia, Paulo César Luís, que é também responsável pelo pelouro do Turismo. O autarca refere, na mesma nota enviada à imprensa, que “ao longo dos últimos anos, a qualidade e excelência das zonas balneares do concelho de Vila de Rei tem sido comprovada através de importantes galardões”, aludindo não só à distinção de Qualidade de Ouro pela Quercus, como a Bandeira Azul atribuída pela ABAE à praia fluvial do Bostelim.

Quanto à distinção, Paulo César Luís considera que serve de motivação “para continuarmos a oferecer as melhores condições possíveis para todos aqueles que visitam Vila de Rei no verão e usufruem das nossas fantásticas zonas balneares”.

Pego das Cancelas. Foto: CMVR

A época balnear em Vila de Rei vai ter início no dia 15 de junho e prolonga-se até 15 de setembro, conforme indicação da autarquia, que confirma que terá “todas as infraestruturas de apoio disponíveis e a presença de nadadores-salvadores” nas praias com concessão.

Em causa também um conjunto de procedimentos tendo em conta que se mantém o contexto de pandemia de covid-19, que continuará a requerer cuidados na frequência dos espaços, nomeadamente quanto ao distanciamento, higienização das mãos e uso de máscara.

Ricardo Aires, presidente da CM Vila de Rei, diz esperar uma “grande massa humana” nas praias fluviais este verão, à semelhança do que sucedeu em 2020, algo que assume ser um fator importante para a economia local.

ÁUDIO | Ricardo Aires, presidente da CM Vila de Rei

“Estamos certos que vamos ter uma grande afluência de pessoas. O que espero é que venham a Vila de Rei e às nossas praias fluviais com as regras impostas presentes, para que não haja problemas depois no concelho”, nota o edil.

Praia fluvial do Bostelim, a única praia fluvial do concelho que acumula Bandeira Azul com bandeira Qualidade de Ouro. Foto: CMVR

O presidente da Câmara nota que a pandemia ainda não terminou, e que são precisos cuidados, mas não deixa de admitir a importância do desconfinamento para o interior do país, nomeadamente no setor do turismo que é muito caro a Vila de Rei, uma vez que “gera riqueza”.

Ricardo Aires está com boas expectativas quanto à próxima época balnear, uma vez que considera que todo o processo para fazer face à pandemia de covid-19 e travar a sua propagação está agora mais consolidado. “Sabemos aquilo que temos de fazer e aquilo que esperamos, e por isso, as coisas vão estar mais consolidadas”, termina.

Notícia relacionada:

Médio Tejo tem 13 praias na região com o galardão “Qualidade Ouro” da Quercus

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome