População de Ortiga, em Mação, formaliza Associação de Defesa do Ambiente SOS Tejo

Um grupo de cidadãos da freguesia ribeirinha de Ortiga, em Mação, constituiu formalmente esta semana a Associação de Defesa do Ambiente SOS Tejo para “devolver um rio saudável à população”, anunciaram hoje os membros fundadores.

PUB

PUB

Constituída por 13 membros efetivos e mais alguns suplentes, a associação “decorre de um movimento informal que existia desde abril de 2015 nas redes sociais” (o Observatório Ambiental do Rio Tejo), que reuniu mais de dois mil membros, “e da necessidade” de o movimento ambientalista “ganhar personalidade jurídica”, disse à agência Lusa o porta-voz, Sebastião de Mattos.

“A criação deste grupo de apoio ao rio Tejo advém dos últimos acontecimentos sobre descargas poluidoras, desde abril e maio deste ano, sendo nós testemunhas privilegiadas, pois a Ortiga fica na margem direita do rio e num monte sobranceiro ao Tejo. Muitos de entre nós viveram sempre do Tejo e olhamo-lo com respeito, pelo não podemos calar a revolta que sentimos ao ver casos sucessivos de poluição deste recurso natural”, destacou.

PUB

Constituída por elementos das mais variadas profissões – juristas, motoristas, arquitetos, funcionários públicos e um guarda prisional, entre outros -, a Associação SOS Tejo vai ainda definir, numa reunião a realizar até ao final de dezembro, as atividades a desenvolver em 2016.

“Além da denúncia pública e constante dos atos e ações de poluidores do rio, vamos realizar duas ou três atividades com maior visibilidade relacionadas com o meio hídrico e, porque estamos numa zona entre Vila Velha de Ródão e Abrantes, onde acontecem os maiores casos de poluição, vamos querer desenvolver ações de sensibilização ambiental junto da comunidade escolar”, avançou o ambientalista.

PUB

Segundo o porta-voz, a associação, que tem Arlindo Marques (funcionário público natural de Ortiga) como presidente, o que move a comunidade “é o dever de cidadania e a esperança em ter um rio mais limpo e saudável”.

“Para que amanhã os nossos filhos e netos possam voltar ali a pescar ou a banhar-se, tal como nós fizemos, a exemplo dos nossos pais e dos nossos avós”, referiu.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. UM POUCO DA NOSSA HISTÓRIA DO SOS-OBSERVATÓRIO AMBIENTAL DO RIO TEJO e claro o nosso muito obrigado ao Médio Tejo.net pela divulgação desta Associação Ambiental

    Para si que me lê, junte-se a nós como associado e torne a nossa voz mais forte junto do Governo e das diversas Agências Governamentais. Os nossos objectivos estão bem delineados e se puder despender o valor dum café por mês, então torne-se associado. Fica aqui o nosso email sos.riotejo@gmail.com e com um simples contacto, os nossos estatutos serão enviados de imediato. As empresas e Autarquias pagarão um pouco mais sendo a ficha de inscrição também diferente.
    notas finais: há um pequeno erro da RTP sendo que a nossa Associação foi constituída formalmente com escritura pública em Outubro deste ano e não agora. Já vínhamos a trabalhar em prol desta CAUSA, desde Abril deste ano com a nossa página do facebook https://www.facebook.com/groups/685995898212441/ e onde já possuímos alguns milhares de seguidores. Para quem não o sabe, eu o tal De Mattos já escrevia na imprensa regional e nacional desde 2007 sobre ambiente e domínio hídrico com um heterónimo. O Arlindo também é sobejamente conhecido de que esteve sempre ligado a causas ambientais e em especial o nosso Rio Tejo. Uma palavra também de apreço aos outros membros fundadores. O nosso movimento já é conhecido dos 2 Comissários de Ambiente da Comissão Europeia, da própria Comissão Europeia, da EEA Agência Europeia do Ambiente onde estamos inscritos e de alguns países europeus.
    O caminho faz-se caminhando e começámos a trilhar um novo caminho, sendo que a nossa APA-Agência Portuguesa do Ambiente terá forçosamente de olhar para esta nova Associação como um parceiro estratégico e ademais localizados também neste ponto estratégico e que é a Ortiga na margem direita do Tejo. Ao novo Governo a quem já pedimos para visitar a Ortiga com caracter de urgência, solicitamos agora já formalmente que tomem medidas para pararem a destruição do Rio Tejo. O nosso nome também foi escolhido baseado nesses pressupostos: SOS-OBSERVATÓRIO AMBIENTAL DO RIO TEJO-ASSOCIAÇÃO DE DEFESA DO AMBIENTE-NIF 513 705 619. Portanto no futuro quando lerem ou virem notícias nos média, aludindo ao SOS RIO TEJO, somos nós.
    Vem já aí o Natal e entretanto apresentamos os nossos votos dum bom NATAL e não se esqueça deste assunto pertinente: RIO TEJO E A POLUIÇÃO CRESCENTE.
    OBRIGADO TAMBÉM À RTP, Á LUSA, AO MÉDIO TEJO POR DIVULGAREM, e outros média que se vão seguir nos próximos dias
    De MATTOS Sébastien
    Porta-Voz
    SOS-RIO TEJO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here