Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ponte de Sor | VI Trail do Sor decorre no domingo, dia 9 de setembro

A sexta edição do Trail do Sor decorrerá em Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, no dia 9 de setembro, encontrando-se as inscrições a decorrer. A prova será composta por quatro trajetos de diferentes distâncias: Trail Longo, Mini Trail, Trail Júnior contando ainda com uma Caminhada.

- Publicidade -

O VI Trail do Sor realiza-se dia 9 de setembro, a partir das 09h00, em Ponte de Sor numa iniciativa da Associação “Clube de Atletismo Trail Runners da Ponte”(CATRP) com o Apoio do Município de Ponte de Sor, da União de Freguesias de Ponte de Sor, Vale de Açor e Tramaga e Freguesia de Galveias, entre outras entidades e empresas.

A prova será composta por um Trail Longo (35 km), por um Mini Trail (17 km) por um Trail Júnior (4 km) e por uma Caminhada (10 km). As partidas e chegadas decorrem no Anfiteatro da Zona Ribeirinha de Ponte de Sor, exceto o Mini Trail que terá o seu início em Galveias. Der acordo com a organização os atletas serão transportados de autocarro.

- Publicidade -

O VI Trail do Sor faz parte do Prozis Campeonato Nacional de Trail, da Taça de Portugal de Trail – Zona Sul, ambos da Associação de Trail Running de Portugal (ATRP) e do Circuito Distrital de Trail, da Associação de Atletismo do Distrito de Portalegre (AADP).

O Trail é um tipo de corrida na natureza, com algum grau de dificuldade, por caminhos por vezes inacessíveis de qualquer outra forma que não seja apeada. Os percursos caraterizam-se por terem grandes declives, pequenos riachos com fundos rochosos, trilhos, veredas, entre outros tipos de piso com terrenos acidentados.

As inscrições estão a decorrer e podem ser efetuadas online no site www.plataformaomdc.com.

Trail do Sor

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome