Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Maio 8, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ponte de Sor | “Todo o mundo rural” na VII Edição da Feira Agro-Florestal de 5 a 7 de julho

A Feira Agro-Florestal, na sua VII edição, vai decorrer entre os dias 5 e 7 de julho, na Zona Ribeirinha de Ponte de Sor, pela ocasião das Festas da Cidade, um evento que visa refletir, debater e promover a ruralidade, os produtos rurais e endógenos.

- Publicidade -

“Como somos uma associação de produtores” o certame inicia-se “com um momento técnico, este ano um workshop dedicado à investigação e inovação aplicadas ao montado de sobro” que decorre no auditório do Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor, explicou ao mediotejo.net Inês Barracha da AFLOSOR – Associação de Produtores Agro-Florestais da Região de Ponte de Sor.

No sábado “temos um dia dedicado ao cão, no caso a raça border collie, uma demonstração com os cães a trabalhar com gado na Zona Ribeirinha de Ponte de Sor às 09h00, às 16h00 um momento de testes para cães de aptidão aos pastoreio e depois às 19h30 temos, no recinto da Feira, a rubrica ‘Conversa Sobre’ neste caso a raça, portanto vamos colmatar com uma explicação sobre a raça e a razão pela qual são considerados os cães inteligentes”, indica a engenheira.

- Publicidade -

Inês Barracha deu também conta da programação de domingo, iniciando com “essa rubrica desta feita sobre classificações de cortiça. A nossa associação trabalha muito com o setor da cortiça porque são produtores agro-florestais de uma zona de cortiça por excelência e portanto acabamos sempre por ir buscar esse tema”.

A Feira tem como grande objetivo fazer uma vasta mostra do sector agro-florestal. Por isso, conta com expositores de produtos regionais, de escolas profissionais agrárias e expositores de equipamentos e máquinas agrícolas.

O objetivo passa por “juntar numa única feira todo o mundo rural” em termos de gastronomia, produção e indústria. “As corticeiras estão presentes através de patrocinadores e de mostra de filmes institucionais exibidos na Feira”, notou.

Ou seja, “produtores, escolas, equipamentos, fatores de produção que de uma forma ou de outra se conseguem juntar numa única feira. Os produtores estão representados em várias lojinhas onde todos os produtos da região estão à venda e ao nível da gastronomia que é confecionada no recinto da Feira e que serve de base de apoio à mesma”, explica.

Assim, esta VII Edição conta com bar ‘Vinho e Tapas’ “onde teremos apenas vinhos dos nossos produtores e enchidos e queijos da região. E depois vamos complementar com alguns outros petiscos que são tradicionais” com o objetivo de dinamizar a economia local e os produtores locais, refere, acrescentando que pela primeira vez a paella entra na ementa, sendo “confecionada e servida na própria Feira, ao ar livre, puxando um bocadinho pela cultura espanhola que acaba por estar ligada ao mundo rural”.

VI Feira Agro-Florestal em Ponte de Sor. Créditos: Aflosor

Pela terceira vez também presente na Feira a ‘Hambúrgueria Rural’ que confeciona hambúrgueres apenas com carne de bovino de raça mertolenga, dos muitos produtores da região. E ainda um porco no espeto, não sendo da gestão da AFLOSOR mas que integra as tradições gastronómicas daquele concelho.

“Através da gastronomia conseguimos ir buscar todos os sabores e saberes dos produtores” locais, destacou.

Na Feira marcam igualmente presença as Escolas Agrícolas da região nomeadamente de Alter do Chão e de Abrantes. Na área de fatores de produção a AFLOSOR conta com o seu parceiro do grupo de investigação que “tem produtos para a floresta e não só. Temos equipamentos de destroçamento de sebes e limpeza de floresta, um tema muito atual devido às limpezas obrigatórias”.

E ainda uma empresa de rega que “agora com o anúncio da construção da Barragem do Pisão, apesar de ser o segundo ano que está presente, cada vez tem mais razão de ser” a sua presença, indicou Inês Barracha.

Relativamente ao número de visitantes, a responsável disse ser “uma conquista anual. Este ano é o primeiro que fazemos a abordagem da Feira, em termos de comunicação, mais profissional. Era uma lacuna identificada. Quanto à divulgação, já no ano passado conseguimos encher o recinto, à noite, nos três dias, e este ano penso que vamos conseguir manter. Isto porque vamos à procura de animações e grupos de pessoas da região, não só de Ponte de Sor, e conseguimos que venham à Feira e às Festas” da Cidade, nota.

Para além desta vertente, a Feira Agro-Florestal conta então com animações e workshops programados e grupos musicais para o entretenimento.

Esta VII Edição da Feira Agro-Florestal decorre entre as 19h00 e as 00h00 da próxima sexta, sábado e domingo.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome