Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ponte de Sor recebe primeira edição da Feira da Saúde nos dias 26 e 27

O Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor vai receber nos dias 26 e 27 de novembro a Feira da Saúde “Egas Moniz para Uma Só Saúde” uma parceria entre o Município de Ponte de Sor e a Egas Moniz – Cooperativa de Ensino Superior.

- Publicidade -

- Publicidade -

A Feira da Saúde é dedicada aos rastreios de colesterol, glicemia, hemoglobina glicosilada, avaliação da coluna cervical e educação postural, tendo em conta “a urgência em apostar na prevenção promovendo a literacia para a saúde, a sensibilização para a adoção de comportamentos pró-saúde e de autocuidado”, lê-se em nota de imprensa.

A sessão abertura do evento está aprazada para as 9h00 do dia 26 de novembro, sexta-feira, com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Hugo Hilário, do presidente da Cooperativa de Ensino Superior – Egas Moniz, José João Mendes, do presidente do Conselho de Administração da ULSNA, Joaquim Araújo, e da coordenadora do Curso Superior de Ciências Biomédicas Laboratoriais da Escola Superior de Saúde Egas Moniz, Maria João Pimenta Hilário.

- Publicidade -

A primeira edição deste evento pretende-se também que seja uma ação dedicada à Promoção da Saúde da Comunidade e terá várias atividades nas áreas das Ciências Biomédicas Laboratoriais, Enfermagem, Ciências da Nutrição, Ciências Farmacêuticas, Fisioterapia, Medicina Veterinária e Medicina Dentária.

O evento tem o seu encerramento agendado para as 17h00 do dia 27 de novembro, com a atuação musical do Pólo de Ponte de Sor da Escola de Artes do Norte Alentejano.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome