Ponte de Sor | “Portugal Air Summit” arranca sob o mote ‘Flying Digital’

A Portugal Air Summit, em Ponte de Sor, arranca esta quarta-feira com o tema ‘Flying Digital’. O evento decorre de 21 a 23 de outubro adotando um modelo diferente, definido como híbrido apostando nas emissões via internet, na televisão por cabo mas também de forma presencial. Tendo em conta o contexto de pandemia de covid-19 ficam de fora os espetáculos aéreos e a área de exposições empresarial.

A maior cimeira no setor aeronáutico da Península Ibérica regressa esta quarta-feira a Ponte de Sor para a sua quarta edição com múltiplas conferências, reunindo vários oradores, mas num formato híbrido, ou seja, sem expositores nem eventos desportivos, com transmissão via internet e na televisão por cabo, e a decorrer no Centro de Artes e Cultura da cidade e não no aeródromo municipal, como aconteceu nas edições passadas.

O Município de Ponte de Sor optou por assinalar a Portugal Air Summit desenvolvendo o evento mesmo em contexto de pandemia de covid-19. “Uma das razões que contribuíram para esta decisão foi o facto do setor da viação ser um dos mais afetados pela atual pandemia. Interessa muito ao País e ao mundo perceber como vamos recuperar este setor tão importante. No País representa uma percentagem grande do PIB nacional e é muito importante para Ponte de Sor”, disse ao jornal mediotejo.net o vereador Rogério Alves.

PUB

Para os promotores, importa fortalecer o espírito de coesão do setor ao nível nacional e internacional, viabilizando a discussão e formação em vários níveis e em diversos formatos. Este ano a cimeira será multimédia interativo com stakeholders, parceiros e convidados, onde muitos irão participar presencialmente, enquanto outros assistirão e participarão via digital.

Segundo o vereador pretende-se “realizar a discussão sobre o futuro do mesmo. Neste momento passa sérias dificuldades, esperemos que a recuperação seja rápida, e vai ser rápida se houver a resiliência que os intervenientes têm demonstrado nos últimos anos. Queremos fazer parte da solução para que o sector volte a crescer”.

Um esforço que resulta da vontade que o Município diz ter de inovar e mostrar que o setor está focado em repor, com a celeridade possível, a dinâmica económica que vinha a oferecer nos últimos anos.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a organização sublinha que a edição deste ano conta com uma parceria “inédita” com a Agência Espacial Portuguesa, Portugal Space – para a promoção da primeira competição europeia de lançamento de `rockets´, que vai decorrer nos dois dias seguintes ao evento (sábado e domingo).

O primeiro dia do “Portugal Air Summit” arranca a partir das 09h40, com uma primeira sessão dedicada à presidência portuguesa da União Europeia, tendo esta discussão como objetivo “refletir” sobre os temas “mais prementes” do setor da aviação numa fase pós-pandemia da covid-19. A cimeira abre com uma intervenção do presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Hugo Hilário, seguido pelo secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias.

Simultaneamente decorrerá uma discussão sobre “Acesso ao Espaço”, destinada a debater a forma como Portugal poderá capitalizar a sua posição única no atlântico.

Ao longo dos três dias vão decorrer nos dois estúdios preparados para o efeito várias conferências, estando em discussão temas como o turismo, linhas aéreas e aeroportos, a legislação aeronáutica, o futuro da aeronáutica, o futuro da economia, o combate à covid-19, os desafios do digital e o futuro dos drones (aparelho aéreo não tripulado), a cyber segurança, entre outros.

Um dos “pontos altos” da edição deste ano do “Portugal Air Summit” é a realização da competição de lançamento de `rockets´- “EuRoc- European Rocletry Challenge”, que vai decorrer no sábado e domingo, com cerca de 100 concorrentes, distribuídos por seis equipas.

Esta iniciativa tem como objetivo “estimular” estudantes e investigadores de engenharia na conceção, construção e lançamento dos próprios veículos.

“Nesta primeira edição, Portugal estará representado por três equipas portuguesas – Instituto Superior Técnico, Universidade da Beira Interior e Universidade do Porto – que, embora não fazendo um lançamento, acompanharão e observarão a competição, já que dispõem de projetos de criação de veículos deste tipo”, lê-se no documento.

O “Portugal Air Sunmit” decorre anualmente no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, entre os meses de maio e junho, mas este ano devido à pandemia da covid-19 as datas e o local foram alterados.

A organização sublinha que, tanto o “Portugal Air Summit” como o “European Rocketry Challenge” assumem-se como eventos “Covid-19 Safe” e que será posto em prática um plano de contingência, “com todas as medidas de segurança e distanciamento necessárias” para que o evento decorra de acordo com as práticas e recomendações definidas pela Direção Geral da Saúde (DGS).

Para quem quiser assistir à cimeira na TV pode fazê-lo através da operadora MEO. Para tal basta carregar no botão azul do comando (este dá acesso direto às apps da TV) e basta selecionarem a app Portugal Air Summit. Também é possível ir diretamente ao canal 813, com acesso direto para a app Portugal Air Summit.

Com Lusa

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).