Ponte de Sor | Novo presidente do Eléctrico em entrevista no início do mandato

Vitor Martins, presidente do Eléctrico Futebol Clube. Foto: mediotejo.net

O atual presidente do Eléctrico Futebol Clube é Vítor Manuel de Sousa Cardoso Martins, 55 anos, natural de Ponte de Sor, tendo sido eleito em julho para um mandato de dois anos.
Vítor Martins foi atleta federado durante 15 épocas desportivas no clube, tendo começado a jogar futebol, no Mini-Eléctrico, com 5 anos e desempenhou também durante várias épocas a função de treinador principal de seniores e da formação.

PUB

Os objetivos da sua direção, além da afirmação do Clube como um todo, apelando à união, passam por uma especial atenção aos escalões de formação, dotar o clube duma sede e a angariação de novos sócios. À margem da apresentação da equipa de futsal fomos ouvir o presidente do Eléctrico Futebol Clube que nos traçou as “linhas mestras” do seu mandato:

Ponte de Sor | Entrevista com o Presidente do Eléctrico Futebol Clube, Vítor Martins

Ponte de Sor | Entrevista com o Presidente do Eléctrico Futebol Clube, Vítor Martins

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 11 de setembro de 2020

O Clube
O Eléctrico Futebol Clube (EFC), frequentemente chamado de Eléctrico de Ponte de Sor, foi fundado no dia 1 de Abril de 1929 e está sediado na cidade de Ponte de Sor no distrito de Portalegre. Foi atribuído ao clube o Estatuto de Utilidade Pública Desportiva a 4 de julho de 2001. Por ocasião do 75.º Aniversário da sua fundação, em 2004, recebeu a Medalha de Bons Serviços Desportivos.

PUB

É também possuidor da Medalha de Mérito Desportivo, atribuída pelo Governo português.
Em julho de 2013, a Câmara Municipal de Ponte de Sor atribuiu ao clube a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro.

O judo é uma das modalidades praticadas no Clube.

É considerado o melhor clube alentejano do Século XXI em virtude de na última década as suas equipas seniores de Futebol, Futsal e Basquetebol participarem nas provas nacionais. Um feito ao alcance de poucos se exceptuarmos as grandes potências desportivas.

PUB
Futebol conquistou a Taça da Associação de Portalegre. Foto:EFC.

A época desportiva de 2017/2018 ficou na história da coletividade em virtude da equipa de futsal sénior ter garantido a subida à 1ª divisão nacional, o que faz do Eléctrico Futebol Clube o único clube do interior do país que, na história do desporto em Portugal, conseguiu que duas das suas modalidades participassem na 1ª divisão nacional, algo que o Basquetebol (2015/16) já tinha conseguido. Os juniores e juvenis na modalidade de Futebol também militaram nos nacionais.

Futsal no escalão máximo desde 2017/18. Foto: mediotejo.net

O Município de Ponte de Sor é o principal parceiro do clube, dando todas as condições infraestruturais e apoio financeiro para as várias modalidades do clube se potenciarem e para apoiar o fomento da atividade desportiva de um clube que teve em 2019-2020 cerca de 600 atletas em competição.

O clube utiliza o Estádio Municipal e o Recinto Multiusos para as equipas de futebol, o Pavilhão Municipal e o Pavilhão Gimnodesportivo para as equipas de basquetebol, futsal e judo e as Piscinas Municipais Cobertas para as equipas de natação e dança.

A História
Fomos saber um pouco da história, já longa, deste clube alentejano: O clube foi fundado em 1 de Abril de 1929 por Cândido Cordeiro Paula, Manuel Cordeiro Paula, José Alves Pereira e Leonel de Almeida. O nome do clube foi sugerido pelo fundador Cândido Cordeiro, com o acordo dos três restantes, e estava relacionado com a sua ocupação profissional.

Com efeito, dos 4 fundadores, dois eram funcionários da Central Eléctrica: Cândido Cordeiro e Manuel Cordeiro. Quanto ao emblema, foi escolhido um barco por representar a primeira fonte de receita do clube: dois barcos de recreio construídos pelos fundadores e que navegavam no rio Sor.

PUB
Emblema do Eléctrico Futebol Clube. Foto:EFC

A sua primeira sede foi um casa situada no Campo da Restauração (actual Pensão “Serras”), cedida pela madrinha do clube D. Lucinda Serras, e o primeiro campo de futebol foi no Campo da Restauração, em frente à sede.

Os actuais estatutos do clube foram elaborados pelo conhecido advogado Santana-Maia Leonardo que foi presidente presidente da direcção e foram aprovados em Setembro de 1994 pela Assembleia Geral, tendo a respectiva escritura pública sido outorgada no Cartório Notarial de Avis em 3 de Abril de 1995.

O Eléctrico ficou, então, legalmente constituído, encontrando-se registado no competente livro de registo de todas as Associações sob o nº13 do ano de 1995.
O Regulamento Interno foi elaborado e aprovado pela Direcção em Setembro de 2000.

Um histórico Eléctrico-Sporting para a Taça de Portugal.Foto:EFC.

Foi escolhida a raposa para mascote do clube, por ser considerado um predador pequeno mas astuto que, em quase todas as fábulas e histórias para crianças, apesar do seu tamanho, consegue quase sempre atingir os seus objectivos, passando a perna a animais bem maiores e mais poderosos.

Além disso, partilha um das cores do emblema do clube (o castanho) e é um animal que não só existe no concelho como se encontra espalhado por quase todo o lado, tal como os sócios e simpatizantes do Eléctrico.

PUB
Raposa, mascote do Eléctrico Futebol Clube.Foto:EFC.

Também nesta data institucionalizou-se o grito de saudação do clube: «Alma, Eléctrico!» (solo) «É – EFE – CÊ» (todos) e a divisa do clube: «Audaces fortuna juvat» («a sorte protege os audazes»).

Com a aprovação do Regulamento Interno, ficou concluído o processo de candidatura a Instituição de Utilidade Pública, tendo o clube passado a Instituição de Utilidade Pública no dia 4 de Julho de 2001.

Fonte: página Oficial do Eléctrico Futebol Clube.

*Com David Belém Pereira (vídeo).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here