Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ponte de Sor | Município na BTL mostra mais valias do concelho e divulga Rota da EN 2

Entre os 1150 expositores presentes na Bolsa de Turismo de Lisboa, encontra-se o Município de Ponte de Sor, englobado no maior stand presente, o da entidade regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

- Publicidade -

A mostra foi inaugurada na quarta-feira pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, acompanhado pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, governantes aos quais foi apresentada a Rota pela Estrada Nacional 2 além de outras mais valias turísticas do concelho como a Barragem de Montargil.

A Associação de Municípios da Rota pela Estrada Nacional 2, da qual faz parte o Município de Ponte de Sor, tem como objetivo o desenvolvimento turístico e a promoção económica e cultural dos Municípios cuja EN nº 2 atravessa.

- Publicidade -

A Associação, no sentido de incentivar os turistas a atravessarem a Rota, lançou o Passaporte da EN2, através do qual podem os seus possuidores ir recebendo carimbos pelos locais por onde vão passando, ao longo dos 737 quilómetros da mais longa estrada do País que se estende de Chaves até Faro.

E o primeiro dia da maior mostra turismo em Portugal contou também com a presença de uma delegação do concelho de Ponte de Sor, chefiada pelo presidente da Câmara, Hugo Hilário, vereadores do Executivo e outros autarcas.

Até sexta-feira o evento destina-se aos profissionais, estando aberto ao público no fim de semana.

Cidade de Ponte de Sor na BTL 2019. Créditos: CMPS

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome