Ponte de Sor | Grupo Rexiaa investe cinco milhões e reforça cluster aeronáutico

Grupo Rexiaa investe no concelho de Ponte de Sor. Hugo Hilário e um representante da empresa francesa. Créditos: CMPS

O grupo francês Rexiaa, fabricante de componentes aeronáuticos em materiais compósitos, assinou esta terça-feira, dia 13 de novembro, a escritura de aquisição da fábrica da extinta Dynaero, em Ponte de Sor. Num investimento total de cerca de cinco milhões de euros, entre aquisição do imóvel e implementação de linhas de produção fabris, esta empresa tem como clientes grandes fabricantes de aeronaves como a Airbus ou a Dassault Aviation e vai criar entre 80 a 100 postos de trabalho.

PUB

Trata-se de um investimento total na ordem dos cinco milhões de euros do grupo francês Rexiaa, em Ponte de Sor, reforçando desta forma o cluster português da aeronáutica. “Um milhão de euros na massa insolvente e três milhões e meio de investimento” explicou ao mediotejo.net o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Hugo Hilário. A empresa prepara agora as linhas de laboração.

Aérodromo Municipal de Ponte de Sor. Foto: DR

Isto porque, o objetivo é iniciar a laboração já no segundo semestre de 2019, sendo que nos próximos três anos se propõe criar entre 80 a 100 postos de trabalho em Ponte de Sor. Os responsáveis máximos da empresa reuniram, esta terça-feira 13 de novembro, com Hugo Hilário, que manifestou a disponibilidade da autarquia, dentro das suas competências, para apoio na instalação da fábrica.

PUB

“Mais uma consequência positiva da estratégia implementada pelo município” no sentido de atrair investimento “aproveitando os sectores mais emergentes”, nomeadamente da aeronáutica, disse Hugo Hilário.

Com o aeródromo municipal de Ponte de Sor a afirmar-se no contexto do cluster aeronáutico português, o autarca reconhece que o concelho “está cada vez mais atrativo.

PUB

Os olhos estão postos em nós” frisou, sendo esta “uma oportunidade de dar continuidade ao propósito com o qual nos comprometemos com a população. O investimento gera riqueza e é criando emprego que podemos fixar os nossos jovens” defendeu recordando que em 2012 o concelho contabilizava 1600 desempregados e em 2018 tem “pouco mais de 300” representando este investimento “mais um passo importante para o crescimento” do concelho.

Investimento e cinco milhões de euros vai criar entre 80 a 100 novos postos de trabalho. Foto: DR

Recebidos pelo presidente da Câmara os responsáveis agradeceram todas as diligências efetuadas pelo Município desde o momento em que manifestaram interesse em investir em Ponte de Sor.

“A empresa tem necessidade de aumentar a sua produção e procurava na Europa um local, sabiam da existência da fábrica mas tinham dificuldade em contactar o administrador da insolvência. A Câmara tendo conhecimento do interesse mediou os contactos e as negociações com as entidades bancárias e com o administrador da insolvência”, explicou Hugo Hilário, um trabalho que levou um ano até à assinatura da escritura de aquisição da fábrica da extinta Dynaero.

Um investimento que o autarca considerou “ótimo para o concelho e para a região”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here