Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ponte de Sor | Eléctrico apresentou as suas “armas” para a época que se avizinha (c/video)

Pouco passava das 17 horas de sexta feira, dia 10 de setembro, quando o palco do bonito auditório do Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor se iluminou para ter lugar a Conferência de Imprensa destinada a apresentar as linhas mestras que a Direção do Eléctrico Futebol Clube traçou para a época de 2021/2022, colocando o ênfase na equipa de futsal já que milita no escalão maior do Futsal nacional, a Liga Placard.

- Publicidade -

Perante uma plateia atenta, onde para além dos orgãos de Comunicação Social se podiam ver atletas, patrocinadores, autoridades e autarcas locais, começou por usar da palavra o presidente do Eléctrico. Depois das boas vindas dirigiu-se aos jogadores pedindo-lhe que honrem a camisola, ganhando todos os jogos que lhe sejam permitidos.

Vitor Santos apelou à coesão da equipa na entrada dum novo ciclo, após remodelação do plantel e equipa técnica. “Somos pequenos mas somos enormes”, vincou, apelando à “Alma Eléctrico”

- Publicidade -

Falou seguidamente Francisco Aragonês, diretor desportivo do Eléctrico, começando por desenganar quem pensou que teriam dificuldades em constituir a equipa, Com um orçamento que apelidou de “razoável”, sem quantificar, relevou a qualidade e equilíbrio do plantel que irá atacar a próxima época. O dirigente disse que a formação é uma aposta estruturante e deixou uma exigência ao plantel: que em todos os jogos os adeptos saiam satisfeitos do pavilhão.

Equipa de Futsal do Eléctrico. Foto: mediotejo.net

Seguindo a linha de raciocínio de Francisco Aragonês, falou de seguida o novo técnico, João Freitas Pinto, que, com passagens por Sporting, Belenenses, Benfica além das seleções da África do Sul e Suíça, fazem dele um dos mais experientes técnicos do futsal luso.

Agradeceu o convite da Direção para vir para Ponte de Sor, enaltecendo as condições de trabalho e a dedicação dos elementos do diretores. Comprometeu-se em ajudar o crescimento do clube, definindo como metas para esta época a ida aos “playoff” das provas em que estarão envolvidos: Liga Placard, Taça da Liga e Taça de Portugal.

VIDEO | JOÃO FREITAS PINTO, TREINADOR FUTSAL DO ELÉCTRICO:

O treinador lembrou que “os objetivos individuais são possíveis levando aos objetivos coletivos” e que os jogadores emprestados regressarão mais fortes aos clubes de origem.

Presidente da Câmara, Hugo Hilário, ladeado pelo presidente da Junta e presidente do Eléctrico.

O presidente da União de Freguesias de Ponte de Sor, Tramaga e Vale de Açor, José Manuel dos Santos, começou por lembrar em tom emotivo que o Eléctrico é uma família, tratando o novo treinador como “o meu amigo João Pinto”. Apelou aos atletas para não permitirem que se baixe a fasquia, comprometendo a Junta com o clube e os atletas. Terminou com o icónico: “Alma Eléctrico”.

A encerrar a Conferência de Imprensa usou da palavra o presidente do município pontessorense, Hugo Hilário, ele próprio antigo atleta durante vinte anos e dirigente outros dez. Uma vida de “barquinho ao peito”…

Após tempos angustiantes é importante a recuperação económica mas não se pode descurar a recuperação dos laços sociais, afetivos. Depois de tanto tempo privados do desporto, principalmente os atletas da formação, entende o edil, está na hora dum regresso à normalidade.

Considerou o futsal do Eléctrico o porta-estandarte do clube, da cidade e até do Alentejo.
“Ponte de Sor sente futsal”, afirmou. Dirigindo-se aos atletas lembrou que têm de ser merecedores do esforço, principalmente financeiro, de todos os que apoiam a modalidade, comprometendo-se com o apoio por parte do município.

Entendendo o futsal como a “jóia da coroa” do clube, pediu respeito pela mística e compromisso com a “Alma Eléctrico”. Terminaria cumprimentando todos os atletas, diretores e adeptos selando essa saudação com um abraço ao presidente Vitor Santos.

Conferência de Imprensa.

Encerrada a Conferência de Imprensa os participantes dirigiram-se para as imediações do Estádio Municipal, na zona do bonito palmeiral, lugar onde decorreu a apresentação das equipas seniores das várias modalidades do Eléctrico, abrilhantada com música ao vivo e danças a cargo da Secção de Dança do clube.

Secção de Dança do Eléctrico. Foto: mediotejo.net

Já o sol se escondia por detrás do Estádio quando dispersaram os adeptos “verde brancos” de alma cheia, de “Alma Eléctrico”…

Fotogaleria:

 

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome