Quarta-feira, Março 3, 2021
- Publicidade -

Ponte de Sor | ‘Alice no País das Maravilhas’ sexta e sábado no Teatro-Cinema

A peça teatral ‘Alice no País das Maravilhas’ chega a Ponte de Sor dias 18 e 19 de janeiro, sexta-feira e sábado, às 21h30, no Teatro-Cinema, numa produção do Teatro da Terra (estrutura financiada pelo Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes e Município de Ponte de Sor) e do Teatro do Eléctrico (estrutura financiada pelo Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes e Município de Loulé)

- Publicidade -

‘Alice no País das Maravilhas’ é a obra mais conhecida de Charles Lutwidge Dodgson, publicada em 1865, sob o pseudónimo de Lewis Carrol.

É uma das mais célebres obras do género nonsense e do absurdo. Uma menina chamada Alice é atraída através da sua curiosidade para uma toca de coelho, onde cai e é transportada para um lugar fantástico, povoado por criaturas particulares e onde impera uma lógica absurda e paralela à do nosso quotidiano. É um retrato crítico da Inglaterra victoriana, a partir de figuras reais do meio onde Lewis Carrol se move.

- Publicidade -

A linguagem criada por Lewis Carrol, numa constante fuga e crítica ao racionalismo, faz com que esta obra se desvie do padrão literário da época.

O nonsense como linguagem representa de certa maneira a libertação de um modelo de discurso ou de normas literárias pré-definidas, bem como da rigidez social que impera na era victoriana.

A peça conta com cerca de 105 minutos, para um público alvo maior de 12 anos.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).