Sexta-feira, Fevereiro 26, 2021
- Publicidade -

Ponte de Sor | ACIPS promove passatempo ‘Este Natal Eu Compro no Comércio Local’

A ACIPS – Associação Comercial e Industrial de Ponte de Sor, promove o passatempo ‘Este Natal Eu Compro no Comércio Local’ com o objetivo de apoiar o comércio localizado no concelho nesta época natalícia e em cenário de pandemia de covid-19.

- Publicidade -

O passatempo destina-se a todas as pessoas singulares, maiores de 18 anos, residentes em Portugal e que adquiram nos estabelecimentos aderentes produtos/serviços entre 0,01€ (um cêntimo) e 500,00€ (quinhentos euros) inclusive.

Assim, ao adquirir produtos/serviços num dos estabelecimentos identificados com o dístico – estabelecimento aderente -, recebe automaticamente entre 1 a 6 cupões de participação.

- Publicidade -

Nesta iniciativa a ACIPS conta com os apoios do Município de Ponte de Sor, da União de Freguesias de Ponte de Sor, Tramaga e Vale de Açor, e das Juntas de Freguesia de Foros do Arrão, Galveias, Longomel e Montargil, disponibilizando trinta mil cupões aos estabelecimentos aderentes.

No dia 30 de janeiro 2021, anda a roda e serão identificados os vencedores. No dia 31 de janeiro os vencedores serão contactados pela ACIPS, notificados por mensagem enviada para o e-mail indicado, recebida do endereço de e-mail geral@acips.pt.

O passatempo já arrancou e termina no dia 06 de janeiro de 2021.

PRÉMIOS:

Cartão Presente-ACIPS [ESTE NATAL EU COMPRO NO COMÉRCIO LOCAL] no valor de 1000,00€ (mil euros)

Cartão Presente-ACIPS [ESTE NATAL EU COMPRO NO COMERCIO LOCAL] no valor de 750,00€ (setecentos e cinquenta euros)

Cartão Presente-ACIPS [ESTE NATEL EU COMPRO NO COMERCIO LOCAL] no valor de 500,00€ (quinhentos euros)

Cartão Presente-ACIPS [ESTE NATAL EU COMPRO NO COMERCIO LOCAL] no valor de 250,00€ (duzentos e cinquenta euros)

Cartão Presente-ACIPS [ESTE NATAL EU COMPRO NO COMERCIO LOCAL] no valor de 125,00€ (cento e vinte e cinco euros)

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).