Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Politica | Deputados eleitos por Santarém: assiduidade no Parlamento é com eles

Os deputados Idália Serrão e Hugo Costa (PS) foram os únicos do distrito que não tiveram qualquer falta nas sessões parlamentares durante a 3.ª Sessão Legislativa da XIII Legislatura, que teve início no dia 15 de setembro de 2017 e terminou a 18 de julho de 2018. Os dados constam do site do parlamento (www.parlamento.pt)

- Publicidade -

Em contraponto com estes exemplos de assiduidade, está a deputada do distrito, campeã das faltas, Teresa Leal Coelho (PSD) com 32 faltas justificadas.

Os deputados do PSD, Duarte Marques e Nuno Serra, deram apenas duas faltas, ao passo que Teresa Coelho, da mesma bancada, foi a recordista dos deputados eleitos por Santarém, com 32 ausências. Foto: DR

- Publicidade -

Aliás, todas as faltas que os nove deputados eleitos pelo Círculo Eleitoral de Santarém deram foram justificadas com “trabalho político”.

Ainda na contabilidade das faltas do último ano parlamentar, os deputados Patrícia Fonseca (CDS-PP) e António Filipe (PCP) registaram apenas uma falta cada.

O deputado da CDU, António Filipe, e a do CDS-PP, Patrícia Fonseca, têm registo de uma única falta. Foto: R

Na bancada do PSD, dois deputados, Nuno Serra e Duarte Marques, tiveram duas faltas cada.

Com oito faltas anotadas estão os deputados António Gameiro (PS) e Carlos Matias (BE).

A deputada do CDS-PP eleita por Santarém registou apenas uma falta no Parlamento. Foto: DR

No site do parlamento é possível também ficar a saber em pormenor a atividade parlamentar de cada um dos deputados, nomeadamente quanto ao número de intervenções, requerimentos apresentados e projetos de lei.

Deputado Carlos Matias (BE) registou oito faltas no Parlamento (Foto: AR TV)

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome