Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Maio 11, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Pista de Atletismo de Abrantes recebe Torneio de Abertura dia 17 de abril (c/áudio)

A Pista de Atletismo de Abrantes vai receber no sábado, dia 17 de abril, o Torneio de Abertura da Associação de Atletismo de Santarém (AAS), prova que está a gerar muita expectativa e que conta com mais de 20 clubes inscritos e perto de uma centena de atletas, disse ao mediotejo.net o presidente da direção da Associação, Eduardo Gonçalves.

- Publicidade -

“Tínhamos cerca de 80 atletas inscritos de mais de 20 clubes, a poucas horas do fecho das inscrições, o que revela a vontade de participar e competir por parte dos atletas, embora ainda não possamos abrir a todos os escalões, o que esperamos venha a suceder já em maio, na prova que vai decorrer em Fátima”, disse na quarta-feira ao mediotejo.net Eduardo Gonçalves, presidente de uma Associação de Atletismo que conta com 22 clubes filiados e 756 atletas federados.

ÁUDIO: EDUARDO GONÇALVES, PRESIDENTE ASSOCIAÇÃO ATLETISMO:

- Publicidade -

As inscrições são limitadas, devido à pandemia, e o Torneio de Abertura vai decorrer no cumprimento de todas as regras de segurança relativas à covid-19, tendo o dirigente feito notar que as provas ainda são apenas dirigidas aos escalões júnior e sénior, de modo a não ultrapassar o número de atletas validado pelas autoridades de saúde.

Este Torneio de Abertura, com um programa restrito, registava na tarde de quarta-feira 30 inscritos para a prova dos 3 mil metros, numa edução que vai contar ainda com as provas dos 100 e 300 metros (velocidade), salto em comprimento feminino, salto em altura masculino, lançamento do dardo masculino e feminino, e a prova de 3000 mil metros.

O Torneio de Abertura de Abrantes vai decorrer durante a tarde de sábado, sem a presença de público. As inscrições decorreram até às 00:00 de quarta-feira, 14 de abril, em fpacompeticoes.pt

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome