Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Passe pela Biblioteca | “Origem”, de Dan Brown

Convidámos os responsáveis das bibliotecas municipais do Médio Tejo a fazerem as suas recomendações neste espaço de forma alternada, às segundas-feiras. “Origem”, de Dan Brown, é a sugestão apresentada esta semana por Anabela Cardoso, da Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill, em Constância.

- Publicidade -

Passe pela biblioteca… e boas leituras!

A Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill de Constância indica, como sugestão de leitura, a obra de Dan Brown, Origem, da Bertrand Editora.

- Publicidade -

Origem é o quinto livro protagonizado pelo carismático Robert Langdon. Este, após passar por Roma, em Anjos e Demónios, viaja para Paris, em O Código da Vinci, Washington, em O Símbolo Perdido, Florença, em Inferno, e em 2017, com Origem, chega a Espanha, percorrendo pontos turísticos conhecidos, como o Mosteiro de Montserrat, a Casa Milá, a Sagrada Família, em Barcelona; o Museu Guggenheim, em Bilbao; o Palácio Real de Madrid e a Catedral de Sevilha.

Neste novo livro, Robert Langdon, professor de iconografia religiosa e simbologia da Universidade de Harvard, foi convocado por Edmond Kirsh, amigo e bilionário, para assistir a um transcendental anúncio, no Museu Guggenheim, em Bilbao, que mudará para sempre a ciência e as religiões mundiais. E no dia em que o génio informático e futurólogo vai revelar a sua fantástica descoberta… é assassinado!

Após este acontecimento, o leitor é arrastado para uma viagem emocionante e viciante em torno da arte moderna e símbolos enigmáticos, sempre em busca da verdade, passando por várias cidades espanholas. Aos poucos, e através da ciência, religião, história, arte e arquitetura, os protagonistas vão descobrindo as pistas e desvendando o segredo de Kirsh, chegando a uma verdade que nos deixará sem fôlego.

O livro encontra-se dividido em 105 capítulos, que mostram diferentes perspetivas da história, sendo os acontecimentos narrados segundo a visão de Robert Langdon, de Almirante Ávila e, também, dos profissionais que trabalham para a realeza.

Ao longo das páginas, cria-se uma trama cheia de suspeitos e referências artísticas ligadas à arquitetura de Antonio Gaudí e à obra poética de William Blake. Sem esquecer os símbolos, padrões e códigos de grande valor científico-cultural para o leitor, assim como a abordagem sobre a intolerância religiosa, criticando a religião e o extremismo religioso.

A leitura possui 539 páginas, que estão dentro da média das outras obras do autor, e tem a religião, a origem da vida e a tecnologia como temas centrais.

Origem – De onde vimos, para onde vamos – debruça-se, essencialmente, sobre uma batalha antiga, assente na questão: poderá a ciência destruir a religião? E, segundo o autor, historicamente nenhum deus sobreviveu à ciência. Com os avanços da tecnologia, a necessidade de um Deus exterior, que nos julga, vai desaparecer.

Cada página deste livro desperta a reflexão, o conhecimento e o entretenimento, para além de nos deliciar com um desfecho impressionante, inesperado e criativo, que nos leva a debater e a pensar no futuro da Humanidade.

Diretora da Biblioteca Municipal de Constância

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome