- Publicidade -

PASSE PELA BIBLIOTECA: O CUQUEDO, DE CLARA CUNHA

Convidámos os responsáveis das bibliotecas municipais do Médio Tejo a fazerem as suas recomendações neste espaço, de forma alternada, todas as semanas. “O Cuquedo”, de Clara Cunha, com ilustrações de Paulo Galindo, editado pela Livros Horizonte, é a sugestão de Susana Afonso, Bibliotecária na Câmara Municipal de Sardoal e Historiadora de Arte.

- Publicidade -

Passe pela biblioteca… e boas leituras!

Nas últimas décadas, a literatura infantil teve uma evolução extraordinária. Surgiram muitos autores, a ilustração acompanhando as histórias na perfeição, elevando a imaginação

- Publicidade -

"O Cuquedo", de Clara Cunha
“O Cuquedo”, de Clara Cunha

para outros níveis. Assim, conseguimos acompanhar as expressões de pavor dos animais no seu ininterrupto andar, com medo do tão famoso “Cuquedo”.

Felizmente as histórias infantis já não são o que eram, estão divertidas, animadas, falam de assuntos delicados mas de forma simples. Têm um lado pedagógico mais apelativo, numa pura diversão. As ofertas dos autores e ilustradores portugueses estão ao nível das de outros países.

Esta história já foi lida e trabalhada por grupos de crianças e de idosos, deliciando-se com ela. Está a ser constantemente requisitada para empréstimo domiciliário, o que muito nos agrada.

Os animais andavam em debandada. “Hipopótamos, zebras, elefantes, girafas e rinocerontes, “de cá para lá e de lá para cá”. Tinham ouvido falar da chegada à selva do Cuquedo, tinham muito medo dele! Apenas sabiam que pregava sustos a quem estivesse parado. Não faziam ideia do aspeto, tamanho, forma ou outra qualquer caraterística dele. Até que o próprio Cuquedo apareceu, com um ar de novelo de linhas pretas emaranhadas, muito mais pequeno do que qualquer um dos outros animais e um ar traquina. Perguntou o que andavam a fazer e os animais da selva lá disseram a razão. O Cuquedo, em resposta, apenas fez “Buuhh!!!”.

As nossas crianças precisam de ler!

Ainda antes de saberem juntar as letras, já o livro deve fazer parte das suas vidas.

Bibliotecária na Câmara Municipal do Sardoal e historiadora da Arte

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -