- Publicidade -

Passe pela Biblioteca | “Dewey: o gato que comoveu o mundo”, de Vicky Miron

Convidámos os responsáveis das bibliotecas municipais do Médio Tejo a fazerem as suas recomendações neste espaço de forma alternada, às segundas-feiras. “Dewey: o gato que comoveu o mundo”, de Vicky Miron, é a sugestão apresentada esta semana por Dulce Figueiredo, da Biblioteca Municipal do Sardoal.

- Publicidade -

Passe pela biblioteca… e boas leituras!

O Natal é o momento do ano mais propício a histórias felizes, onde a esperança, o amor, a justiça e a solidariedade sejam valores de referência.

- Publicidade -

O livro que propomos esta semana reflete um acontecimento verídico onde todos os valores mencionados estão presentes e onde o personagem principal é um pequeno gato que foi abandonado dentro da caixa de devolução de livros da Biblioteca Pública de Spencer (cidade do estado de Iowa, EUA), num fim-de-semana de inverno rigoroso de 1988.

O pequeno animal poderia ter morrido, mas conseguiu resistir. Poder-se-ia dizer que este gato tinha uma missão a cumprir e não iria a lado algum sem a cumprir!

A cidade de Spencer atravessava um momento de recessão económica, desemprego e desânimo. A decisão da diretora da biblioteca de dar guarida a Dewey, nome dado ao animal, não poderia ser mais certeira, apesar de controversa.

Salvou-se a vida de Dewey e ele soube retribuiu da melhor forma. Tornou-se a mascote da biblioteca, era mimado e protegido por todos e com o seu entusiasmo, traquinice e sensibilidade (ou instinto felino) sabia sempre quem mais precisava da sua companhia e da sua atenção!

A opinião de quem o conheceu é que Dewey colocou a biblioteca no centro da vida das pessoas e, acima de tudo, sarou as feridas da comunidade.

Arquivista e Bibliotecária na Câmara Municipal de Sardoal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).