Passe pela Biblioteca | “Conduz o teu arado sobre os ossos dos mortos”, de Olga Tokarczuk

Os responsáveis das bibliotecas do Médio Tejo fazem recomendações de leitura no nosso jornal todas as semanas. “Conduz o teu arado sobre os ossos dos mortos”, de Olga Tokarczuk, é a sugestão hoje apresentada por Margarida Teodora Trindade, diretora da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, de Torres Novas. Passe pela Biblioteca… e boas leituras!

PUB

Uma grande narrativa e bem traduzida, ao contrário do que se pode pensar no início por parecer haver ali algo infantil na métrica das frases. Dentro dela reside uma inquietação muito contemporânea cujo lastro cénico se cola a nós e alavanca toda a leitura. Lê-la é visualizar todos os panoramas e lugares descritos, de tão visuais no texto.

A escritora dá corpo a personagens inteiros, cujas dimensões corpóreas ou espirituais, forças e fraquezas, lhe são do seu saber íntimo. São figuras satélite que gravitam em torno da problemática central, sendo fulcrais para o equilibro lógico na definição das fronteiras ténues entre a loucura e a insanidade, o normal e a disrupção.

Do poder físico, mas latente, que habita num corpo, ou da génese singular de uma mulher admirável é na ética que se alicerça todo o livro. E, dentro desta, no primado da dignidade — reconhecer o valor do que nos constrói pessoal e socialmente — a vida, a morte, a comoção, a ciência, a poesia e o cosmos. Um tratado, portanto. A harmonia possível entre o discernimento lúcido e o poder da revolta, entre a ciência e o determinismo e, por fim, a linha invisível que separa a bondade da crueldade.

Toda a obra se consolida a partir de um ritmo contemplativo e analítico numa narrativa densa e solitária. 
A autora deixa-nos em mãos uma reflexão profunda quando pela voz da narradora coloca a seguinte questão: “Que mundo é este?”. A literatura a cumprir então aqui o seu papel e a tornar-se imediata inquietação.

PUB

A escrita tem um estilo muito próprio, com a liberdade de uso de recursos estilísticos que, não raras vezes, desobedecem às regras textuais ditas habituais.

Em suma, um livro que levanta questões éticas fraturantes e que traz subjacente temas de indubitável atualidade.

Olga Tokarczuk é polaca, autora de seis romances e de três volumes de contos. Foi vencedora, entre outros, do Prémio Internacional Man Booker, com “Viagens”. Em 2019, foi galardoada com o Prémio Nobel da Literatura e tem os seus livros traduzidos em 30 línguas.
A leitura desta obra foi, há poucos dias, o mote da participada e entusiasmada sessão de janeiro do Clube de Leitura desta Biblioteca.

“Conduz o teu arado sobre os ossos dos mortos” está publicado pela editora Cavalo de Ferro e disponível para empréstimo na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, em Torres Novas. 
Passe pela biblioteca e faça o seu empréstimo gratuito.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here