Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Papa | Ruas interditas, circulação só com autorização, 112 em Fátima, 500 mil pessoas (c/vídeo)

O seminário do V Workshop Internacional de Turismo Religioso teve o seu ponto alto esta quinta-feira, 9 de março, no 2º Painel, dedicado aos “desafios na organização de grandes peregrinações mundiais”. As intervenções do Capitão da GNR, Carlos Canatário, e do Comandante da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Mário Silvestre, deixam antever uma semana de 12/13 de maio com algumas limitações na circulação da população local e uma grande afluência de peregrinos com uma semana de antecedência ao dia 12.

- Publicidade -

Alguns dos conselhos deixados em termos de segurança, pela GNR, e de socorro, ANPC, são semelhantes: a quem se deslocar a Fátima para o 12/13 de maio é preferível procurar as bolsas de estacionamento e evitar acorrer ao centro. “É bastante previsível que os parques de estacionamento habitualmente utilizados fiquem lotados muito tempo antes, pelo que a alternativa é parquear viaturas fora da Cova de Iria”, sublinhou o Capitão Carlos Canatário, chegando-se depois à Cova da Iria através dos “transfers”.

O responsável da GNR informou que existem “muitos acessos à cidade de Fátima” e não apenas a autoestrada. “O que aconselho é que quem pretende dirigir-se a Fátima coloque a hipótese de utilizar estradas alternativas. Todas essas estradas vão estar monitorizadas por nós, vão ter militares que vão apoiar os condutores a chegar a Fátima”, referiu.

- Publicidade -

Em termos de população local, o Capitão frisou que a partir da manhã de dia 12 os acessos à Cova da Iria só serão possíveis, de automóvel, com a devido acreditação. “A intenção é que a partir do dia 11 de maio à tarde passe a existir um controlo de entradas na Cova da Iria. Em alguns locais, só será permitida viaturas que tenham o dístico que existe nas grandes peregrinações”.

O Comandante Mário Silvestre reforçou estas recomendações, mas neste caso direcionadas para permitir o socorro caso necessário. “No socorro não sabemos muitas vezes como as pessoas chegam (a pé) a Fátima”, admitiu, havendo picos de afluência aos cuidados médicos após o fim das cerimónias, com várias evacuações para o Hospital, de pessoas em debilitado estado de saúde. “As decisões tomadas são na perspetiva de acorrer às pessoas”, frisou.

Neste sentido, adiantou, lembrando as operações de socorro que se realizam desde 1991, referiu que várias ruas vão estar interditas e o dispositivo será ampliado em relação a outros anos. No terreno, no ponto alto das celebrações, estarão 565 operacionais da Proteção Civil e uma centena de ambulâncias. Fora de Fátima estarão colocados 187 operacionais.

Workshop de Turismo Religioso. Painel sobre Segurança

Publicado por mediotejo.net em Quinta-feira, 9 de Março de 2017

O responsável deixou ainda a informação que a partir de dia 10 de maio a central do 112 nacional estará localizada em Fátima. O dispositivo de socorro entra em funcionamento a 5 de maio e termina a 21 de maio.

Questionado pela comunicação social se entre os mecanismos de socorro estão previstos cenários de atentado terrorista, o Comandante referiu que todos os cenários estão a ser ponderados e equacionadas as devidas medidas de resposta, mesmo para casos extremos.

A GNR contabiliza apenas em 500 mil as pessoas a acorrer ao Santuário de Fátima a 12/13 de maio, mediante eventos similares noutros anos, recusando avançar com estimativas superiores.

c/LUSA

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome