Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Paços de Ferreira vence no Estreito para a Taça de Portugal num dia de festa na aldeia (C/ÁUDIO)

O Paços de Ferreira, da I Liga, confirmou o favoritismo e assegurou a passagem à quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao vencer por 3-0 no estádio do Águias de Moradal, da distrital de Castelo Branco.

- Publicidade -

A aldeia em peso esteve no campo do Estreito, num verdadeiro hino ao futebol puro. A Taça de Portugal é sinónimo de festa e o sorteio pode proporcionar encontros entre equipas que seria difícil de imaginar noutro contexto.

Neste caso, o jogo a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal juntou uma equipa da 1ª divisão distrital com uma equipa da 1ª divisão nacional. E fez-se festa.

- Publicidade -

Equipas perfiladas para o jogo referente à 3ª eliminatória da Taça de Portugal. Foto: mediotejo.net

Neste caso, a aldeia do Estreito, com cerca de 850 habitantes, recebeu no domingo o Paços de Ferreira, da I Liga, e a população esteve em peso no bem cuidado campo de jogos do Águias de Moradal, a apoiar a sua equipa e a ver de perto os jogadores profissionais a defrontarem o conjunto da distrital.

Campo de jogos do Estreito teve lotação esgotada e a aldeia em peso na festa do futebol. Foto: mediotejo.net

Numa primeira parte de intenso domínio por parte dos visitantes, o Paços de Ferreira desperdiçou as oportunidades criadas nos primeiros 30 minutos, algumas por mérito da defesa ou da guarda-redes, e a equipa da casa foi acreditando e espreitando o contra-ataque, sempre muito apoiada pelo público presente no campo de jogos do Estreito.

Equipa do Águias de Moradal deu luta ao Paços de Ferreira. Foto: mediotejo.net

Aproveitando o caudal ofensivo do Paços de Ferreira, a equipa do Águias de Moradal teve uma soberana oportunidade de abrir o marcador à passagem dos 22 minutos, tendo o remate de David Souza sido salvo em cima da linha de golo por um defesa pacense.

Equipa da distrital deu a luta possível perante um adversário de outra valia. Foto: mediotejo.net

O domínio do Paços de Ferreira viria a dar frutos à passagem dos 31 minutos, num remate de fora de área de Uilton, capitão de equipa comandada por Jorge Simão.

No segundo tempo a toada de jogo manteve-se com a equipa da distrital a lutar enquanto teve forças, e com o Paços de Ferreira a materializar o seu ascendente aos 67 e 90 minutos de jogo, com Flávio Ramos e João Pedro a estabelecerem o resultado final.

Jogo agradável de seguir, num dia de festa na Taça de Portugal. Foto: Lusa

Jogo no Campo de Jogos do Ventoso, no Estreito (Oleiros).

Águias de Moradal – Paços de Ferreira, 0-3.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Uilton, 31 minutos,

0-2, Flávio Ramos, 67.

0-3, João Pedro, 90.

Equipas:

Equipa do Águias de Moradal

– Águias de Moradal: Alberto Coli, Stephane Idiata, Pedro Buaró (Dani Gomes, 73), Bruno Taborda (Rogério Obedi, 57), Madiu Djaló (Luís Figo, 73), Kiko Viegas, Robinho, Leonel Carvalho (Delvany, 83), Quim Marques (cap), David Sousa e Edi (Walter Gomes, 83).

(Suplentes: Rui Valente, Luís Figo, Dani Gomes, Walter Gomes, Delvany, Rogério Obedi).

Treinador: João Mateus.

Paços de Ferreira contou com o apoio de algumas dezenas de adeptos.

– Paços de Ferreira: Igor Vekic, Nuno Lima, Abbas Ibrahim (Pio, 81), Uilton (cap) (Hélder Ferreira,81) Juan Delgado (Luíz Carlos, 81), Matchoi, Bastos, Jorge Silva, Rui Pires, Flávio Ramos e João Pedro.

(Suplentes: Jeimes, Marco Baixinho, Antunes, Hélder Ferreira, Denilson, Luíz Carlos, Pio).

Treinador: Jorge Simão.

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Nuno Lima (25), Madiu Djaló (34), Stephane Idiata (47), Bastos (74) e Igor Vekic (76).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

No final ouvimos os treinadores das duas equipas e o presidente da direção da equipa da casa:

João Mateus, treinador do Águias de Moradal

ÁUDIO | JOÃO MATEUS, TREINADOR DO ÁGUIAS DE MORADAL:

Jorge Simão, treinador do Paços de Ferreira

ÁUDIO | JORGE SIMÃO, TREINADOR DO PAÇOS DE FERREIRA:

Aníbal Antunes, presidente da direção do Águias de Moradal

ÁUDIO | ANÍBAL ANTUNES, PRESIDENTE DO ÁGUIAS DE MORADAL:

 

 

Taça de Portugal: Sporting de Braga confirma e caem Boavista, Marítimo e Arouca

O Sporting de Braga, detentor da Taça de Portugal de futebol, iniciou a defesa do troféu com uma goleada por 5-0 em casa do Moitense, dos distritais, numa ronda marcada pela eliminação de Boavista, Marítimo e Arouca.

O papel de tomba-gigantes coube ao Leça, do Campeonato de Portugal (CP), que eliminou o Arouca, da I Liga, no desempate por grandes penalidades (2-1, após 1-1) e ao Serpa (CP), que afastou o Sporting da Covilhã (II Liga), também nos penáltis (7-6, após 0-0).

O Varzim, da II Liga, também eliminou o Marítimo, da I Liga, no desempate através dos pontapés de grande penalidade (3-2), após um empate a 1-1 no termo do tempo regulamentar e 2-2 no prolongamento, numa partida com ‘cheiro’ a primeiro escalão.

Num encontro a também fazer lembrar duelos recentes nos relvados da I Liga, o Rio Ave, que desceu à II na última temporada, eliminou o Boavista, com uma goleada por 4-0.

Algumas equipas da I Liga sentiram dificuldades para levar de vencida os seus duelos com equipas de escalões inferiores, como foi o caso do Portimonense (I Liga), que necessitou de grandes penalidades (5-4), para afastar a UD Oliveirense (L3), após 2-2 e 3-3 no prolongamento.

O Gil Vicente juntou-se ao grupo das equipas da I Liga apuradas para a quarta eliminatória ao golear por 5-0 em casa do Condeixa, do Campeonato de Portugal (CP), tal como o Vizela que afastou o Vitória de Setúbal, do terceiro escalão (L3), com um triunfo por 2-0.

No mesmo lote dos primodivisionários estão o Paços de Ferreira, que afastou o Águias do Moradal (D), por 3-0, e o Estoril Praia, que eliminou o Felgueiras (L3), com um triunfo por 1-0.

Em partidas entre equipas do segundo escalão (II Liga), o Feirense eliminou o Nacional, com um triunfo por 3-1 no prolongamento, após uma igualdade a 1-1 no fim do tempo regulamentar.

Entre equipas do terceiro (L3), o Alverca venceu por 4-1 e eliminou o Anadia e o Torreense afastou o Fafe, no desempate por penáltis (3-1), após uma igualdade a 1-1 no fim do tempo regulamentar e no prolongamento.

Entre equipas do quarto escalão (CP), o histórico Olhanense eliminou o Castro Daire, mas só o conseguiu no desempate por grandes penalidades (4-1), após empate a 2-2.

O Mafra, da II Liga, afastou o União 1919 (CP), com um triunfo por 3-0, o Penafiel (II Liga) eliminou o Benfica Castelo Branco (CP), com 2-1, e o Farense (II Liga) o Cinfães (D), com 4-0.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome