Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém/Minas Gerais: Protocolos de turismo e Centro de Negócios à disposição

Encerrou na manhã de sábado, 2 de julho, o 3º Encontro Ourém – Minas Gerais, que trouxe ao concelho de Ourém meia centena de empresários e políticos brasileiros. No seu discurso final, o presidente da Câmara, Paulo Fonseca, deixou o Centro de Negócios de Ourém à disposição para que se torne a base deste estado brasileiro “para os 580 milhões de consumidores da União Europeia”. Anunciou ainda vários protocolos assinados com o estado de Minas Gerais, entre os quais um passaporte turístico para locais religiosos e uma escola portuguesa em Belo Horizonte (Brasil).

- Publicidade -

O encerramento do certame contou com a presença do secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches. No seu discurso, Paulo Fonseca salientou as diferenças entre “internacionalização” e “exportação”, referindo que os dois termos não significam propriamente trocas comerciais. “Esta ignorância pode ser fatal”, frisou, colocando de seguida o Centro de Negócios de Ourém ao dispor dos empresários mineiros, como um entreposto empresarial em Portugal para o resto da Europa. “Em Ourém não há tudo (…) mas estamos próximos de tudo: Porto, Lisboa, Roma, Berlim. Queremos assumir-nos com essa vocação”.

O autarca adiantou ainda que durante o encontro foram assinados vários protocolos com o estado de Minas Gerais. Entre os quais  destaca-se uma “rota turística e espiritual”, que se traduz num passaporte de carimbos que tem início no Centenário de Fátima em maio de 2017, passa pelo Santuário de Nossa Senhora da Piedade (Brasil) e termina no tricentenário de Nossa Senhora da Aparecida (Brasil). O turista, para carimbar todo o passaporte, passa por Fátima, 33 municípios de Minas Gerais e seis de São Paulo (Brasil), numa rota por locais religiosos de tradição portuguesa. “Isto significa economia”, frisou Paulo Fonseca.

- Publicidade -

Foi ainda assinado um protocolo para um escola portuguesa em Belo Horizonte e outros entre a Escola de Hotelaria de Fátima e Minas Gerais. “Agora vamos amar-nos para que venham filhos”, terminou o presidente.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome