Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Setembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Via Sacra: A importância de ser Judas, por Anacleto Gonçalves (c/vídeos e fotogaleria)

“O que é que eu fui fazer?!!… Eu não quero este dinheiro!!! Eu sou Judas o traidor!”

- Publicidade -

Via sacra na Vila medieval de Ourém

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 14 de Abril de 2017

As palavras são proferidas com um misto de dor e raiva que se propaga por todo o largo da Igreja Matriz de Ourém. Silêncio. A interpretação, poderosa e pejada de sofrimento, inspira algum respeito. Anacleto Gonçalves corre desalentado, como de quem não tem rumo, por todo o largo, abraçando e buscando compaixão junto de algumas figuras do público. Furioso, atira as “moedas” (pequenas rodas de metal) ao chão e até onde a vista consegue alcançar, mostrando nojo e desprezo pelo prémio recebido. De joelhos, chorando, atira-se ao chão. Grita. Agarra a cabeça e o corpo em desespero, tamanha a culpa que o consome. Até que num último impulso sai a correr, desesperado, de cena, para nunca mais ser visto…

- Publicidade -

As escrituras narram que se enforcou, mas não chegamos a ver tal episódio.

Via sacra da Vila medieval de Ourém (continuação)

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 14 de Abril de 2017

É já no fim da Via Sacra de Ourém, realizada esta sexta-feira santa, 14 de abril, na vila medieval, que descobrimos o ator da personagem “Judas” misturado com a multidão, já personificando apenas o povo que acompanha a paixão de Jesus Cristo. Pedimos-lhe uma palavra num compasso de espera antes do final da encenação, que será seguida da Missa.

Anacleto Gonçalves tem 38 anos e vive no Sobral, freguesia de Nossa Senhora das Misericórdias, Ourém. Desde há três anos a incorporar a personagem de Judas na Via Sacra de Ourém, tem conseguido impressionar o público com uma performance inquietante e sofrida. Há quem chore ao vê-lo. Outros assustam-se. Foram várias as reações que já recebeu, mas nunca lhe haviam dito que se destacava entre toda a encenação.

Via Sacra na Vila medieval de Ourém (vídeo final, via sacra)

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 14 de Abril de 2017

É que Anacleto é mesmo ator. Foi um dos fundadores de Os Pépétos – Grupo de Teatro do Sobral, é apaixonado por teatro e ao interpretar Judas procura colocar-se no lugar deste e transmitir para o público toda a raiva e dor que ele terá sentido após denunciar Cristo.

Esta foi a 19ª vez que a Via Sacra ao vivo foi encenada, mas inicialmente Anacleto tinha outro papel. “Antigamente fazia de cavaleiro como estes meus colegas, mas depois estive ausente três anos”, recorda. Ao regressar, o papel de Judas tinha ficado sem o tradicional figurante, tendo passado a desempenhá-lo.

“Quando faço tento encarnar a personagem, aquela tristeza, aquela raiva. Nem dá para descrever”, comenta. “É o que sai, o que me sai na altura”, admite. Já houve quem lhe dissesse que chorara e outros que ficaram tão surpreendidos que julgaram que a dor seria real, relata. A personagem tem o seu desafio e procura fazê-la com sentimento.

Via Sacra de Ourém crucificação

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 14 de Abril de 2017

Há outras personagens que gostaria de interpretar, admite antes de nos deixar e continuar com a procissão, mas o Judas tem aquela característica que costuma sempre cativar os atores: é o mau da fita.

A Via Sacra ao vivo de Ourém tornou a reunir centenas de curiosos entre as muralhas do Castelo e Paço dos Condes, nesta que é uma iniciativa do município, da junta das Misericórdias e da respetiva Paróquia. Todos os anos congrega cerca de uma centena de figurantes, cujas principais figuras se têm mantido ao longo dos anos. Este ano o percurso pela vila foi ligeiramente alterado, mantendo no entanto o tradicional quilómetro de Via Sacra. A personagem de Jesus foi mais uma vez interpretada por António Gonçalves.

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome