Ourém | Tanque do Ferreiro ganha nova vida, em mais uma iniciativa de jovens em tempo de pandemia

#TANQUEDOFERREIRO

Posted by Joel Reis on Thursday, June 18, 2020

*texto retificado às 07h56 de 2 de julho de 2020

PUB

Cerca de duas dezenas de jovens da freguesia de Atouguia estão a recuperar um velho tanque, conhecido por Tanque do Ferreiro, de forma a transformá-lo numa piscina e parque de lazer para a população. Esta é mais uma ideia nascida em tempo de pandemia, alinhada com o mesmo espírito de dinamismo da comunidade jovem do concelho de Ourém que levou à criação do Baloiço do Talegre.

Um dos jovens que está a coordenar esta iniciativa, Marco Lains, adiantou ao mediotejo.net que o grupo de amigos todos os anos “faz alguma coisa pela terra”, mas esta, diz, foi a ideia mais “megalómana”. O projeto de recuperação de um tanque agrícola com 14mx6m em ruínas, com uma nascente de água natural para ali encaminhada através de uma mina há um século, decorre há cerca de cinco semanas.

PUB

O investimento tem sido suportado pelos próprios jovens, que nele têm trabalhado aos sábados, esperando poder oferecer em breve à população uma piscina com um parque de lazer. “Não temos apoios oficiais, apenas contamos com a boa vontade e a generosidade de quem nos tem ajudado das mais variadas formas.”

O Tanque do Ferreiro, um dos muitos antigos depósitos de água que existem na freguesia de Atouguia, localiza-se no mesmo vale do Poço de João Loução, requalificado pelo município de Ourém em 2019.

PUB

“O espaço é muito agradável e de certo que atrairá muita gente para aquele refúgio”, considera Marco Lains, adiantando que há conversas em curso para doar um terreno à junta de freguesia de Atouguia e assim concluir a iniciativa, o que deixa os jovens muito satisfeitos.

Ainda não há data prevista para a inauguração, mas a população já começa a aperceber-se das obras na estrutura e as fotos vão circulando pelas redes sociais. Marco Lains comenta que, eventualmente, só no final de julho a requalificação estará concluída.

“Curiosamente, quando começámos este projeto apareceu o baloiço do Talegre”, reflete. O espírito de inovação em torno do património é similar, mas a obra é significativamente mais ambiciosa, indo às raízes culturais da população, que até aos anos 80 utilizou estes tanques para a agricultura e vida doméstica.

A chegada da canalização mudou os hábitos, mas ainda resiste a memória. E foram essas memórias que fizeram nascer agora esta iniciativa. “Ouvimos falar no tanque e em histórias desse tanque… fomos à procura, achámos engraçado, pedimos autorização aos donos e metemos mãos à obra.”

Semana a semana, ali continuarão a dar forma ao sonho – sonhando com o mergulho que, no final, será a recompensa de tanto trabalho.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here