Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém/Regresso às aulas | Parque escolar requalificado e mais recursos humanos

O município de Ourém investiu este ano 700 mil euros em obras de requalificação de várias das escolas do concelho, maioritariamente edifícios de 1º ciclo que necessitavam de um conjunto de melhorias. Na abertura do ano letivo aos docentes, que decorreu na sexta-feira, 7 de setembro, no Cine-teatro de Ourém, o presidente da Câmara, Luís Albuquerque (PSD), adiantou também que o concurso para 19 assistentes operacionais, a decorrer há vários meses, deverá encerrar até ao fim do ano.

- Publicidade -

Luís Albuquerque abriu a sessão, que foi dedicada à discussão da flexibilidade escolar e que contou com as intervenções de Marisa Carvalho, da Direção-geral de Educação, que abordou a nova legislação sobre inclusão escolar, e de Ana Cláudia Cohen, diretora do Agrupamento de Escolas de Alcanena, que veio apresentar a experiência do grupo com a flexibilidade escolar.

“Promover a cultura de diálogo e partilha” e a responsabilidade de todos foi a mensagem deixada por Luís Albuquerque aos professores. Para além do investimento de 700 mil euros na requalificação do parque escolar, o presidente avançou também que devido às obras na Avenida D.Nuno Álvares Pereira, em Ourém, serão marcadas umas passadeiras provisórias para o acesso à EB2/3 D.Afonso, 4º Conde de Ourém. Dentro dos trabalhos de melhorias nas escolas, apenas a EB1 de Rio de Couros e a EB2/3 de Freixianda se encontram com o processo  atrasado.

- Publicidade -

A decorrer já há algum tempo, o recrutamento de 19 assistentes operacionais deverá ficar concluído, se tudo correr dentro das expetativas, até ao fim de 2018, com início das funções em janeiro, referiu. Segundo explicou o autarca, concorreram ao processo cerca de 300 pessoas, o que atrasou a seleção, encontrando-se este na última fase. Para já os lugares serão preenchidos com trabalho temporário.

No âmbito do PEDIME – Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal da Educação no Médio Tejo foram ainda contratados novos técnicos, nomeadamente um psicólogo, um nutricionista e um terapeuta da fala.

Marisa Carvalho explicou aos docentes a nova abordagem multinível que vem referida no decreto-lei 54/2018 e os desafios que vai colocar aos professores. Este é um novo paradigma, explicou, que implica olhar para todos os alunos na sua especificidade e não apenas da perspetiva dos que têm necessidades especiais. Uma “abordagem que exige uma reconceptualização de muitas coisas”, constatou.

Ana Cláudia Cohen fez uma apresentação do trabalho que tem sido levado a cabo pelo Agrupamento de Escolas de Alcanena no que toca à flexibilidade escolar. “Respeitar a diversidade dos alunos” foi a mensagem deixada, numa abordagem que contribuiu, avançou, para diminuir as retenções neste agrupamento.

A encerrar a sessão foram ainda homenageados os professores que se aposentaram, nomeadamente Sérgio Poupado e Rosa Pires Alves. Gracelinda Marques também foi mencionada, mas não se encontrando presente será homenageada posteriormente.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome