Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Quer-se “derrubar muros” no VI Congresso de Cidades-Santuário (c/vídeo)

O VI Congresso Internacional das Cidades-Santuário teve início ao fim da tarde de quinta-feira, 10 de novembro, numa sessão solene nos Paços do Concelho de Ourém. Estão presentes 18 países de vários cantos do mundo e um total de 220 representantes. O objetivo comum é partilhar experiências para resolver problemas semelhantes a locais religiosos de grande afluência, mas o presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca, deixou a mensagem que deseja ir mais longe e “derrubar muros”, para que os “povos aprendam uns com os outros”.

- Publicidade -

O Congresso, uma iniciativa do grupo “Shrines of Europe”, conseguiu juntar em Ourém representantes de países como Israel, Coreia do Sul, México, Polónia, Alemanha, Colômbia, Brasil, República Checa, Turquia ou Suiça, todos eles vindos de municípios ou regiões que possuem locais de peregrinação de devoção/tradição mariana. Paulo Fonseca já adiantou à comunicação social que vai propor neste certame a criação de uma associação formal para criação de rotas de destinos religiosos, mas na abertura apenas alertou para que “esperem notícias nossas”.

Congresso insere-se no programa da sociedade civil para o Centenário das Aparições, uma organização conjunta da Câmara de Ourém, junta de Fátima e ACISO - Associação Empresarial Ourém Fátima. FOTO: mediotejo.net
Congresso insere-se no programa da sociedade civil para o Centenário das Aparições, uma organização conjunta da Câmara de Ourém, junta de Fátima e ACISO – Associação Empresarial Ourém Fátima. FOTO: mediotejo.net

- Publicidade -

O evento integra o programa da sociedade civil para o Centenário das Aparições de Fátima, em 2017. Na sua intervenção, Paulo Fonseca apelou à união, lembrando um mundo global e digital onde os povos têm que unir-se para conseguirem progredir em conjunto. “Nós temos entre mãos os condimentos para fazer um caso de sucesso”, frisou, num discurso que apelou ao trabalho coletivo, ao “derrubar muros”, em prol de um objetivo comum que é a promoção do turismo religioso, integrado numa rede que possa trazer mais atrativos ao viajante.

“Hoje o mundo tem avidez de fluir”, salientou, reforçando a ideia que têm que existir pacotes atrativos para que o turista internacional permaneça mais que um dia numa cidade religiosa. “Temos que juntar os municípios, os santuários, as associações empresariais” para que haja um crescimento contínuo de todos, defendeu. “A minha cabeça já está em 2018”, terminou, “aguardem notícias nossas”.

Já o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, salientou a importância da cultura e do património na promoção do turismo. “É o que faz a diferenciação e a afirmação dos nossos territórios”. “Temos capacidade instalada para acolher a nível internacional congressos”, salientou, adiantando que os G8 da Saúde se vão reunir em Coimbra em 2018. “Posso afirmar aqui que os 99 municípios que integram a região centro se revêem neste encontro e no que 2017 vai significar para a região” centro e para o país, afirmou. “Temos recursos e património suficientes para fazer da vossa visita muito agradável”.

México, Colômbia, Israel, Turquia, Coreia do Sul, Brasil são alguns dos países presentes. A ligação à Virgem Maria é o que os une, ainda que por tradições diferentes. FOTO: mediotejo.net
México, Colômbia, Israel, Turquia, Coreia do Sul, Brasil são alguns dos países presentes. A ligação à Virgem Maria é o que os une, ainda que por tradições diferentes. FOTO: mediotejo.net

O mediotejo.net falou ainda com Herbert Hofauer, presidente da Câmara Municipal de Altotting (Alemanha) há 22 anos e um dos fundadores do projeto “Shrines of Europe”. O autarca frisou os vários encontros em que os municípios com cidades santuário têm participado e o trabalho já desenvolvido de partilha de experiências nestas duas décadas.

“Éramos jovens, na altura todos presidentes de Câmara, amigos, e tínhamos os mesmos problemas e as mesmas oportunidades (…) E dissemos que era necessário mudarmos e discutirmos os nossos problemas, as nossas oportunidades, as possibilidades e fazer uma associação com as maiores cidades de peregrinação dos nossos países”, lembrou o autarca, na altura apenas cinco: Portugal (Fátima), França (Lourdes), Itália (Loreto), Alemanha (Altotting) e Polónia (Czestochowa), todas com características em comum. Sobre Fátima referiu haver “uma grande amizade porque todos nós temos os mesmos problemas e as mesmas oportunidades”.

Esta sexta-feira, 11 de novembro, a secretária de estado do Turismo vai estar presente no Congresso, no Hotel Cinquentenário, em Fátima. No sábado, dia 12, segue-se uma visita à região.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome