- Publicidade -
Domingo, Dezembro 5, 2021
- Publicidade -

Ourém | Orçamento de 39,9 milhões aprovado com abstenção do MOVE

O orçamento de 39,9 milhões de euros para o ano de 2018 foi aprovado por maioria na assembleia municipal de terça-feria, 27 de fevereiro. Apenas o MOVE – Movimento Independente se absteve, por considerar o documento “fraco” para as freguesias.

As eleições autárquicas de outubro permitiram que a apresentação do orçamento para 2018 e as grandes opções do plano pudessem ser aprovadas com alguns meses de atraso em relação à norma, razão pela qual a assembleia municipal aprovou apenas na terça-feira o que já foi votada na reunião camarária de 29 de janeiro. Em causa estão 39.945 milhões de euros (mais cerca de um milhão do que em 2017), dos quais 17,5 milhões são compromissos deixados pelo executivo PS.

O documento já havia obtido a unanimidade de todo o executivo municipal, com a oposição PS a realçar a continuidade do trabalho deixado pela anterior gestão socialista. Um “orçamento realista”, conforme expôs na sua intervenção inicial na assembleia o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, que tem definida uma “estratégia” de atuação.

O orçamento foi apresentação pelo Chefe da Divisão de Gestão Financeira da Câmara de Ourém, Fernando Marques, como já é hábito neste município. O responsável adiantou que o saldo de gerência de 2017 é de 2,4 milhões de euros, prevendo que a dívida de Ourém, em 2018, chegue aos 12 milhões.

No debate todas as bancadas se pronunciaram, com o PS mais uma vez a constatar a continuidade do trabalho deixado pelo anterior executivo. Após a votação, a bancada do MOVE explicou que se abstinha por considerar o orçamento “fraco” para com as freguesias e também por ter sido retirada a obra de requalificação da avenida João XXIII, em Fátima (face ao elevado custo da obra, o executivo PSD-CDS está a renegociar com as Infraestruturas de Portugal a intervenção).

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome