Ourém: O dia em que Fátima representou a sede do concelho (c/vídeo)

O Dia do Concelho de Ourém (elevada a cidade nesta data, em 1991) foi celebrado esta segunda-feira, 20 de junho, no adro da Igreja Paroquial de Fátima, num momento que serviu para lançar também a abertura das comemorações do Centenário das Aparições. O “Povo de Fátima” e vários empresários ligados à cidade foram homenageados durante a cerimónia, que medalhou ainda os ex-presidentes social-democratas Mário Albuquerque e David Catarino. Mudanças de toponímia e novos projetos foram anunciados durante o evento, que contou com o Ministro Adjunto, Eduardo Cabrita, afirmando que a dimensão de Fátima “é algo que não pode ser indiferente ao Governo”. No final, Carminho cantou o fado.

PUB
Medalhas de Mérito Municipal. foto mediotejo.net
Medalhas de Mérito Municipal. Foto: mediotejo.net

O leque de homenageados anunciado já era, por si, uma homenagem a Fátima, com vários hoteleiros e empresários ligados à vida económica da cidade religiosa a receberem uma medalha de mérito municipal. A proprietária do Restaurante Tia Alice, o Complexo D.Nuno, o Centro de Recuperação Infantil de Fátima (CRIF), o Hotel Fátima ou o Hotel Cinquentenário foram algumas das instituições e personalidades fatimenses celebradas.

As distinções deste ano passaram ainda por presidentes de Câmara que estiveram ligados durante décadas às lides do município. Discursos, no entanto, só da parte do presidente da junta de Fátima, Humberto Silva, ao apelar ao Governo central que não deixe Fátima esquecida, salientando que “é mais que urgente dar condições a quem aqui se desloca a pé”, criando bermas e caminhos sinalizados. Humberto Silva anunciou ainda uma homenagem à Irmã Lúcia de Jesus, falecida há 11 anos, atribuindo o seu nome ao troço da Estrada Nacional 356 que liga a rotunda sul à junta de freguesia de Fátima.

PUB

Já o presidente da Câmara, Paulo Fonseca, elogiou o povo que em 100 anos transformou uma aldeia numa cidade. “O Povo de Fátima é um exemplo daquilo que devemos ser”, comentou, explicando algumas das distinções. “Vem aí um tempo mais positivo. Hoje temos condições para fazer outro tipo de iniciativas”, referiu, anunciando que um prometido jardim com 100 árvores será plantado em breve em Fátima.

Carminho
Carminho encerrou as cerimónias. Foto: mediotejo.net

Eduardo Cabrita, por seu lado, reconheceu a dimensão da cidade religiosa e a importância da data que se aproxima, com a necessidade do Governo não preterir o seu significado. Referiu assim que se dará o “apoio necessário” para que o Centenário das Aparições tenha “o maior brilho possível”.

PUB

As cerimónias terminaram com um atuação surpresa da fadista Carminho e uma largada de balões.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here