Ourém | Município apoia movimento associativo com mais de 300 mil euros

Município de Ourém apoia movimento associativo com 300 mil euros. Foto: CM Ourém

O Município de Ourém anunciou hoje que vai apoiar o movimento associativo do concelho com cerca de 323 mil euros, um aumento de 83% relativamente a 2019. Numa nota de imprensa, a Câmara de Ourém informa que aprovou 50 das 53 candidaturas recebidas no âmbito do apoio ao movimento associativo, protocolando um total de 323.460 euros.

PUB

O valor, acrescenta a nota de imprensa, representa um incremento de cerca de 85% em relação ao ano anterior, “traduzindo o maior apoio alguma vez deliberado pelo Município de Ourém ao movimento associativo do concelho”.

O documento disponibilizado pela Câmara revela que para o desporto vão ser atribuídos 227.485 euros. O Clube Atlético Ouriense e o Centro Desportivo de Fátima são os maiores contemplados, estando estipulado um apoio de 49.500 euros e 41.500 euros, respetivamente.

PUB

O Município vai distribuir 92.575 euros por várias associações culturais, sendo a Academia de Música Banda de Ourém a receber a maior fatia (20 mil euros).

Os seis agrupamentos de escuteiros receberam 650 euros cada, num total de 3.900 euros.

PUB

Os critérios de atribuição sustentam-se no novo Regulamento de Apoio ao Associativismo, cujas normas foram aprovadas em 18 de junho, definindo índice, fórmula, pontos e ponderação dos programas de apoio a protocolar.

Os protocolos de apoio ao associativismo foram assinados pelas associações e pelo município de Ourém na tarde de domingo, 12 de julho, na praça Mouzinho de Albuquerque.

Na ocasião, o presidente da Câmara, Luís Albuquerque, destacou “o momento de transição no apoio ao associativismo do concelho”, graças à recente aprovação do novo Regulamento de Apoio ao Associativismo.

A cerimónia reservada a representantes das associações e convidados contou com três atuações protagonizadas pela Arabesque – Academia de Dança, Acrobatikdays – Clube Ginástica de Fátima, e AMBO – Academia de Música Banda de Ourém.

Presente na sessão, o presidente da Assembleia Municipal, João Moura, destacou também a importância da intervenção dos municípios enquanto “garante da atividade cultural e desportiva no nosso País”, enaltecendo “a coragem da Câmara Municipal” na definição do novo Regulamento de Apoio ao Associativismo que pretende valorizar e apoiar estas entidades com maior igualdade e rigor.

João Moura deixou também uma palavra de reconhecimento a todos aqueles que dedicam algum do seu tempo ao associativismo concelhio, já que constitui “um dos grandes impulsionadores da sociedade oureense”.

“O associativismo é uma grande riqueza do concelho que tem que ser apoiada e preservada”, começou por dizer Luís Albuquerque ao iniciar a sua intervenção, sublinhando que é muitas vezes fundamental para a dinâmica das comunidades de determinadas localidades e “representa a identidade de um povo”.

Adianta a mesma informação que o presidente da Câmara sublinhou o trabalho desenvolvido por todos os dirigentes associativos e manifestou o seu regozijo por agora as associações disporem de mais meios e recursos para a prossecução das suas atividades, tendo na sua base um regulamento que promove “mais transparência, objetividade e justiça na atribuição de valores”.

O presidente anunciou ainda que as associações passarão a poder apresentar as candidaturas aos apoios para 2021 a partir de setembro deste ano e rapidamente terão noção do valor a atribuir pela autarquia, possibilitando uma definição mais concreta e realista do seu plano de atividades.

As associações culturais, desportivas e recreativas do concelho são agora avaliadas segundo critérios mais objetivos e igualitários, valorizando as entidades que têm mais dinâmica e atividades e trazendo previsibilidade e segurança quanto aos apoios dos anos seguintes, refere a nota de imprensa.

O novo Regulamento de Apoio ao Associativismo oureense define as normas e os tipos de apoios a atribuir pela Câmara Municipal, através de uma fórmula baseada na atribuição de pontos, permitindo que os mesmos sejam convertidos em valor pecuniário para as associações em função do número de praticantes, modalidades e campeonatos que se encontrem a disputar.

O valor de cada ponto é definido anualmente em reunião de Câmara, de acordo com as características das associações e dos critérios definidos no regulamento. Este novo documento pretende incentivar as associações a promoverem as práticas desportivas, culturais e recreativas que lhes são inerentes, dispondo de mais recursos para o efeito.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here