Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Município apoia 20 IPSS´s na aquisição de viaturas

O município de Ourém celebrou na quarta-feira, dia 14 de agosto, os contratos de apoio financeiro com as 20 instituições particulares de solidariedade social (IPSS’s) selecionadas para aquisição de viaturas. Um investimento da autarquia que vai rondar os 300 mil euros.

- Publicidade -

O protocolo, aprovado em abril passado após a conclusão do processo de candidaturas
ao fundo, estabeleceu uma linha de apoio financeiro a IPSS’s que necessitavam de adquirir veículos de apoio às respetivas atividades.

A comparticipação será disponibilizada entre 2019 e 2022 e vai permitir apoiar o Centro Social de Casal dos Bernardos, Centro Social da Ribeira do Fárrio, Fundação Arca da Aliança, APDAF, Centro Social da Divina Providência, Associação Bem-Estar de Urqueira, Jardim Infantil de Ourém, Centro Desportivo Social Cultural do Cercal, Vales e Ninho, Associação Cultural e Recreativa de Alburitel, APAJE Fátima, Associação Centro de Dia da Freguesia de Fátima, Centro de Reabilitação e Integração de Fátima, Lar Santa Beatriz da Silva, Centro Social de Matas, Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida, Associação do Centro Social de Seiça, Instituto Juvenil Lopes e Vicunha, Centro de 3ª Idade de Gondemaria, Centro Social Paroquial de Rio de Couros e Centro de Reabilitação e Integração de Ourém.

- Publicidade -

Este fundo de financiamento foi exclusivo a IPSS’s com sede na área de jurisdição do
município de Ourém e cada entidade beneficia apenas do apoio na aquisição de uma viatura, com comparticipação municipal até 60%, com um valor limite de
20 mil euros.

Segundo Luís Albuquerque (PSD-CDS), presidente da Câmara Municipal de Ourém, “era
perceptível, nas diversas reuniões que tínhamos com as IPSS’s, que havia carência na
área dos transportes, e as IPSS’s prestam um serviço determinante para a nossa
comunidade. Com este protocolo estamos a dar condições para que possam dar
continuidade a esse trabalho”, notou.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome