Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

OURÉM: Homenagem a Frei João Domingos e Comunidade Dominicana de Aldeia Nova

As cerimónias de homenagem a Frei João Domingos e a toda a Comunidade Dominicana que passou pelo Seminário de Aldeia Nova, em Ourém, vão decorrer ente sexta-feira e domingo.

- Publicidade -

Frei João Domingos, para além de superior do ex-seminário da Aldeia Nova, contribuiu para o desenvolvimento social e infra estrutural daquela localidade e outras limítrofes, nomeadamente o Cercal.

Esta homenagem, levada a efeito pelos antigos alunos do Seminário de Aldeia Nova, população local, Olival, Gondemaria e Cercal, é, segundo refere a organização em nota de imprensa, “uma prova de gratidão e reconhecimento pela obra daquele homem e toda a Comunidade Dominicana que passou por Aldeia Nova”.

- Publicidade -

No dia 9 de outubro, sexta-feira, decorrerão as atividades promovidas pelas Associações da Freguesia do Olival, no âmbito das cerimónias de homenagem.

Segundo o programa, no dia 10 de outubro, sábado, as atividades principiam às 11.00 com Eucaristia na capela de Aldeia Nova, da responsabilidade dos antigos alunos, seguido de almoço dos antigos alunos organizado pela Comissão do encontro Anual. Às 15:30 vai decorrer um colóquio aberto à comunidade local sobre “A Importância da Ordem Dominicana em Aldeia Nova”, em momento que vai contar com diversas alocuções, estando agendado para as 17:00 a apresentação do projeto do filme “O Casarão”.

Para o dia 11 de outubro, domingo, às 10.30 , está agendado um jogo de futebol, no recreio do antigo seminário, entre velhas glórias dos seminaristas e olivalenses.

À tarde, às 15.00, antecedendo a cerimónia oficial (16:30) irá decorrer uma Missa Solene, na capela de Aldeia Nova. O programa termina cerca das 18.30 com um lanche convívio.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome