- Publicidade -

Ourém: Fogo suspeito lançou susto sobre Cercal e Gondemaria (c/vídeo)

O incêndio nas freguesias de Matas/Cercal e Gondemaria/Olival deflagrou cerca das 13h27 de quinta-feira, 11 de agosto, e manteve-se ativo até cerca das 18h00. Por várias vezes chegou a estar controlado, mas vários reacendimentos contra o sentido do vento levantam suspeitas aos Bombeiros. A população não ganhou para o susto, sendo que o fogo chegou a aproximar-se das casas.

- Publicidade -

Na localidade de Barroquinha, no limite entre as extintas freguesias de Cercal e  de Gondemaria, a população esteve toda a tarde com o coração nas mãos. Quando o mediotejo.net chegou ao local, cerca das 14 horas, uma linha de fogo estendia-se por trás de várias habitações. Os autotanques estavam de prevenção e os Bombeiros apelavam por mais recursos, mas o fogo progredia em várias frentes.

A informação era contraditória, não se sabia qual a gravidade do incêndio, mas vários habitantes aguardavam as chamas com mangueiras à porta das suas casas. O cheiro a fumo invadiu as várias localidades que se estendem ao longo da serra, com a GNR a cortar os acessos no centro do Cercal.

- Publicidade -

Ao todo três helicópteros ajudaram a combater as chamas. FOTO: mediotejo.net
Ao todo três helicópteros ajudaram a combater as chamas. FOTO: mediotejo.net

“O fogo está ali e vocês estão aqui!! Têm é que ir para aquele lado, estão lá casas!”, gritava um morador. O incêndio no entanto consumiu apenas mato e floresta, numa área ainda por estimar da parte dos Bombeiros. Chegaram a estar no local perto de 200 Bombeiros, três helicópetros e 60 viaturas de várias corporações da região, desde Leiria, Ourém, Caxarias, Fátima, Alcanena, Torres Novas, Ferreira do Zêzere, Sardoal e Abrantes.

Segundo o Comandante dos Bombeiros de Abrantes. António Jesus, o grande inimigo do combate ao incêndio foi o calor e algumas rajadas de vento. “Houve algumas projeções, e estranho que algumas contra o sentido do vento. É estranho…”, insistiu. Cada um que tire daí as suas próprias conclusões”, afirmou. Houve ainda um Bombeiro da equipa helitransportada de Ferreira do Zêzere que foi assistido no local mas que teve de ser encaminhado para o Hospital de Leiria. A situação deveu-se à exaustão e desgaste pelo esforço físico despendido, tendo sido considerado como”ferido ligeiro”.

Cerca das 18h00 os Bombeiros de Ourém confirmaram ao mediotejo.net que o fogo havia entrado em fase de resolução, decorrendo a fase de consolidação do rescaldo. Durante a noite deverão permanecer carros de prevenção, adiantou a corporação.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -