Ourém | Fátima é palco do Encontro de Investidores da Diáspora em 2020

Fátima, no concelho de Ourém, vai acolher de 9 a 12 de dezembro de 2020, o V Encontro de Investidores da Diáspora no Centro Pastoral Paulo VI, num evento que, desde a sua primeira edição, tem contado com a participação de inúmeros investidores e empreendedores portugueses espalhados pelo mundo.

A informação foi avançada pela Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, à margem do Encontro de Investidores da Diáspora deste ano, que decorreu nos dias 13 e 14 de dezembro, no Pavilhão Multiusos, em Viseu, e que reuniu, tal como se antecipa para Fátima, mais de 500 participantes, incluindo membros do Governo, deputados à Assembleia da República, autarcas, responsáveis de entidades públicas, representantes de empresas, de câmaras de comércio e do associativismo das comunidades portuguesas.

Em representação da nossa região, marcaram presença Miguel Pombeiro, secretário executivo da CIM do Médio Tejo, e Natálio de Oliveira Reis, vice-presidente da Câmara de Ourém.

PUB

Estes Encontros, com a sua primeira edição em 2016, têm contado com a participação de numerosos investidores e empreendedores da diáspora portuguesa espalhados pelo mundo, proporcionando contributos de elevado interesse e facilitando parcerias.

Neste sentido, o Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, realizado no dia 28 de novembro, deliberou favoravelmente o envolvimento da CIM no evento em 2020, que contará com uma organização conjunta da Câmara Municipal de Ourém, da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, através do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora, tendo já local definido, o Centro Pastoral Paulo VI.

De salientar que o evento se reveste de grande importância pelo potencial de contactos que proporciona junto das comunidades portuguesas, mas também pela grande notoriedade e visibilidade que vai conceder ao concelho de Ourém e à região do Médio Tejo.

Esperam-se centenas de empresários envolvidos no Encontro de 2020, que será um palco de excelência para o debate e troca de experiências e que poderá potenciar a captação de novos investimentos para a região do Médio Tejo.

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).