- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
- Publicidade -

Ourém | Fátima e Ourém mantêm-se no topo da lista da CPCJ

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Ourém, na sua modalidade alargada, aprovou no dia 31 de janeiro, terça-feira, por unanimidade, o relatório de atividades referente ao ano 2016 e o plano de ação para 2017. As freguesias de Fátima e Nossa Senhora da Piedade (inclui cidade de Ourém) continuam a registar o maior número de casos de intervenção da CPCJ. Em 2016, porém, houve um ligeiro decréscimo de casos acompanhados (129 em 2015 para 126).

- Publicidade -

Os dados de 2016 da CPCJ são em quase tudo semelhantes ao ano anterior, com um aumento da média de processos ativos por mês (128,67 para 142,58). No entanto há uma ligeira descida, com um número final de 126 processos ativos.

Em 2016 foram arquivados 51 processos e oito necessitaram de intervenção judicial. A freguesia de Nossa Senhora da Piedade regista atualmente 41 casos acompanhados pela CPCJ, seguindo-se a freguesia de Fátima com 27 casos. Alburitel é a única freguesia do concelho que não regista qualquer caso.

- Publicidade -

As crianças acompanhadas têm uma média de 12,07 anos, sendo sinalizadas sobretudo devido a problemas de violência doméstica (27%), mas também por comportamentos graves, anti-sociais ou/e de indisciplina (13%), ou exposição a comportamentos desviantes (12%). A medida mais frequente da CPCJ é o apoio junto dos pais, em 51% dos casos, havendo atualmente um  número considerável de processos que não têm medida aplicada (32%).

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome