Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Outubro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Escultura n.º 1 da Virgem Peregrina de Fátima submetida a “estudo aprofundado”

A escultura de 1947 da Virgem Peregrina de Fátima, que resulta de uma descrição da própria Irmã Lúcia, está a ser objeto de estudo por especialistas da Escola das Artes da Universidade Católica. O Santuário de Fátima quer garantir o conhecimento sobre o estado da escultura.

- Publicidade -

O Museu do Santuário de Fátima encomendou um estudo sobre os materiais constituintes do suporte e superfície da escultura nº 1 da Virgem Peregrina de Fátima, datada de 1947, que se deslocará excecionalmente ao Panamá no próximo mês de janeiro.

“A escultura que entre o dia 30 de outubro, e por um período de 15 dias, esteve à guarda do Centro de Conservação e Restauro da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, foi submetida a um estudo aprofundado, que vai permitir perceber a forma como José Ferreira Thedim a criou, a partir da descrição da irmã Lúcia, a mais velha dos três pastorinhos, informa o Santuário de Fátima”, informa a instituição.

- Publicidade -

“Numa primeira fase desta análise, para perceber o estado de conservação do suporte e detetar intervenções passadas de conservação ou restauro, uma equipa de especialistas realizou fotografias com luz visível, fotografias com luz ultravioleta e radiografia digital. De seguida, para estudar o número e a espessura das camadas de tinta, identificar pigmentos, vernizes e outros materiais utilizados na escultura, foram recolhidas e analisadas micro-amostras com o auxílio de infravermelhos e de raios-x”, refere.

“O objetivo deste estudo prende-se não só com o conhecimento dos materiais constitutivos da escultura e da forma como foram trabalhados mas também com a necessidade do Santuário ter uma noção aprofundada de como é que ela se encontra dado que voltará a realizar, excecionalmente, uma grande viagem até ao Panamá onde participará na Jornada Mundial da Juventude, em janeiro de 2019, onde estará o Papa Francisco”, adianta.

Esta escultura deriva da imagem da Capelinha das Aparições feita em 1920 e foi construída a partir dos relatos da irmã Lúcia. “A virgem peregrina nº 1 é uma das figuras mais simbólicas do catolicismo contemporâneo”, salienta Marco Daniel Duarte, Diretor do Museu do Santuário de Fátima. Desde 1947 que “percorre os caminhos do mundo e em menos de 10 anos já tinha passado pelos 5 continentes”.

Os anos de culto e viagem da escultura valorizaram a carga simbólica daquela que é, segundo as palavras do diretor do Museu, “talvez a peça artística mais viajada do mundo”.

Por outro lado, “a própria Lúcia de Jesus afirmou que as imagens de Nossa Senhora de Fátima até àquela época eram demasiado barrocas e que se ela soubesse pintar, ainda que nunca fosse possível fazer aquilo que terá visto, faria uma imagem o mais simples possível toda branca, com um fio dourado na orla do manto” revela Marco Daniel Duarte, diretor do Museu.

Carla Felizardo, diretora do Centro de Conservação e Restauro (CCR) da Escola das Artes, refere que “o recurso a técnicas de análise avançadas permite perceber como a obra foi construída e detetar algumas fragilidades da madeira original do suporte invisíveis a olho-nu.”

A escultura esteve no CCR da Escola das Artes até 16 de novembro, onde foi executado o reforço estrutural da base.

Esta escultura encontra-se entronizada na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima desde o ano 2000, tendo saído em situações absolutamente excecionais como foi a peregrinação que fez entre 2014 e 2016 pelos mosteiros de clausura e pelas dioceses portuguesas.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome