Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Julho 29, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém: EPO inaugura novas oficinas com apelos à estabilidade das políticas educativas (c/vídeo)

A Escola Profissional de Ourém (EPO) inaugurou na quarta-feira, 27 de abril, três novas oficinas, uma ampliação de 210 mil euros que visa criar condições para a abertura de novos cursos. Momento que serviu para apelar à estabilidade das políticas educativas, que têm sofrido constantes revezes nos últimos anos dada a frequente rotatividade de ministros e secretários de estado.

- Publicidade -

foto mediotejo.net
foto mediotejo.net

A EPO, assim como a Escola de Hotelaria de Fátima (EHF), pertencem à Insignare, associação de ensino e formação de Ourém, fundada através da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e da Câmara Municipal de Ourém, a que mais tarde se juntou o Centro de Estudos de Fátima (colégio privado com contrato de associação com o Estado). Foi neste sentido que os intervenientes na inauguração pediram estabilidade, por forma a que se consigam avançar com novos projetos e se alcance o sucesso.

- Publicidade -

foto mediotejo.net
foto mediotejo.net

Esta reflexão foi realizada pelo diretor executivo da Insignare, Francisco Vieira, constatando que as alterações frequentes nos governos e seus representantes vão destruindo o que se vai realizando. Destacou assim a “singularidade do território” em que se insere Ourém, frisando que 34% dos alunos da EPO são de fora do concelho, número que aumenta na EHF. Tal facto, no seu entender, mostra a “capacidade de atração de alunos pela qualidade dos projetos educativos”.
Já o presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca, referiu que “atingimos já o patamar da respeitbilidade”. Adiantou assim que o concurso para o novo edifício da EHF já foi concluído, estando o terreno pago e vedado. “Estamos em crescimento”.

Com esta ampliação a EPO passa a possuir 13 salas de aulas teóricas, dois laboratórios de Informática, dois ateliers de desenho, um laboratório de construção civil, um laboratório de assemblagem e redes informáticas, uma oficina de maquinação e programação, uma oficina de serralharia e soldadura, uma oficina de frio e climatização, uma oficina de mecânica automóvel, um laboratório de automação, um laboratório de eletrónica, uma biblioteca/mediateca, duas salas de professores, duas salas de reunião, um auditório, um bar e um refeitório.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome

- Publicidade -