Ourém | EHF cria pólo de ensino no Colégio de São Mamede (c/vídeo)

O presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, explicou que se equacionaram várias opções, mas o arrendamento do antigo Colégio foi a melhor solução Foto: mediotejo.net

O Colégio de São Mamede, em São Mamede, Batalha, uma das instituições do grupo GPS que sofreu cortes ao nível dos contratos de associação, vai encerrar no final do ano letivo devido à falta de financiamento. A instituição fica a cerca de 4,9 quilómetros da Escola de Hotelaria de Fátima (EHF) e foi a solução encontrada pela INSIGNARE – Associação de Ensino e Formação para o facto de não haver fundos comunitários disponíveis para financiar, para já, o grande projeto do novo edifício da EHF. O arrendamento tem um limite de 10 anos e vai criar um pólo da EHF, abrindo a possibilidade à criação de novos cursos e a expansão para o distrito de Leiria.

PUB

“Vamos crescer”, repetiu várias vezes com satisfação a diretora executiva da INSIGNARE, Carina João Oliveira. A sede da EHF mantém-se em Fátima, no edifício dos Monfortinos, mas alarga-se para este novo pólo no próximo ano letivo, assim que as instalações ficarem vazias. Para já ainda muito falta negociar, nomeadamente as obras necessárias a realizar. O valor do arrendamento não foi divulgado e não está previsto manterem-se os funcionários do antigo Colégio.

Ourém | Insignare arrenda Colégio de São Mamede (Batalha) para pólo da Escola de Hotelaria de Fátima. Instituição do Grupo GPS fecha no final do ano letivo

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 30 de Outubro de 2018

Com um projeto de arquitectura aprovado e um terreno adquirido, há muito que se aguarda financiamento para construir a nova EHF, neste momento a sofrer problemas de sobrelotação no edifício de Monfortinos, totalizando cerca de 300 alunos.

PUB

“O projeto global tem um custo na ordem dos 14 milhões de euros e não tem qualquer previsão de financiamento no atual quadro de financiamento comunitário”, adiantou o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque (PSD).

Surgiu assim a possibilidade de arrendar provisoriamente as instalações do atual Colégio de São Mamede, após o seu encerramento no final deste ano letivo. A escola fica a menos de cinco quilómetros do edifício dos Monfortinos e uma significativa parte dos alunos pertence já ao distrito de Leiria, nomeadamente dos concelhos de Batalha, Porto de Mós, Leiria e Alcobaça.

PUB

“Estudámos vários cenários, vários edifícios e várias possibilidades. Esta foi a que conjugou melhor os critérios: investimento, adaptações e alterações de edifício e proximidade”, explicou o autarca, uma vez que se trata de uma escola.

Colégio de São Mamede localiza-se nas imediações da cidade de Fátima, mas já no distrito de Leiria Foto: Colégio de São Mamede

“Esta opção é a que melhor responde temporariamente às necessidades, sobretudo quando teremos em «carteira» a construção num próximo quadro comunitário 20-30”, referiu o presidente. Carina João Oliveira asseguraria que o grande projeto da nova EHF não vai cair, sendo esta apenas uma solução provisória.

Esta mudança, adiantou também Luís Albuquerque, permite equacionar “novas áreas de expansão do ensino profissional no distrito de Leiria”, tendo sido recebida com agrado pelo presidente da Batalha. Conforme confessaria posteriormente Carina João Oliveira, sobre a possibilidade de manter-se o curso atual de cerâmica existente no Colégio e que entra dentro das necessidades daquela região, “temos vontade de aumentar para novas áreas de ensino profissional”.

A INSIGNARE é uma parceria entre Câmara de Ourém, ACISO – Associação Empresarial Ourém Fátima e Centro de Estudos de Fátima. Para além da EHF, detém a Escola Profissional de Ourém (EPO).

O Colégio de São Mamede pertence ao grupo GPS e sofreu bastante com os cortes nos contratos de associação com o Estado, encontrando-se a funcionar com um número reduzido de turmas.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here