Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém cria plataforma de ofertas de emprego para colmatar carência de mão de obra

A Câmara de Ourém aprovou em reunião de executivo a instalação no website do município de uma plataforma de Bolsa de Emprego. Uma “ferramenta importante”, considerou o presidente Luís Albuquerque, numa altura em que o concelho regista carências de mão de obra em áreas como a logística, construção civil, informática e serviços.

- Publicidade -

Segundo deu conta o autarca, a plataforma vai alojar todas as ofertas de emprego para o concelho publicadas em jornais num raio de 50 quilómetros e em páginas online, frisando que “há muita falta de mão de obra” no território.

Apesar de já outras entidades fazerem esta concentração de ofertas, o autarca considerou que não é uma duplicação de respostas, sendo antes “uma ferramenta importante para as empresas melhor divulgarem as suas ofertas”. 

- Publicidade -

O serviço é contratualizado a uma empresa e, para já, é uma experiência de dois anos. Segundo Albuquerque, a logística e a construção civil, assim como a informática e os serviços, são áreas onde se tem registado mais falta de recursos humanos.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Não se compreende esta medida, parece que querem assegurar exclusivamente emprego para os residentes do concelho, acho uma medida descriminatoria, o problema reside no facto não haver oferta satisfatório para os locais que são obrigados a procurar noutros sítios (concelhos) por vezes emigram. O executivo devia era incentivar o emprego, atrair empresas para o seu concelho!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome