Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Concelho vai ter curso superior dedicado à natureza e espaços rurais

O município de Ourém assinou no dia 15 de julho um protoloco de colaboração com o Instituto Politécnico de Coimbra e a “Ads Territórios” com vista à abertura do Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais”, em Fátima. Será um eventual primeiro passo para a abertura do há muito sonhado instituto de ensino superior na cidade religiosa. 

- Publicidade -

O protocolo foi assinado em jeito de conferência de imprensa, com a presença de António Lopes, presidente da “Ads Territórios”, e Jorge Conde, presidente do Instituto Politécnico de Coimbra.

O presidente da Câmara, Luís Albuquerque, abriu a cerimónia destacando o apoio dado a esta iniciativa e realçando a “velha ambição” de Ourém em captar oferta de ensino superior para o território. Reiterou assim a resposta positiva dada, desde o primeiro momento, ao desafio lançado pela “Ads Territórios” e pela Escola Superior Agrária de Coimbra, no sentido de criar esta oferta educativa. 

- Publicidade -

António Lopes usou da palavra para demonstrar a sua enorme satisfação pela parceria apresentada, agradecendo às entidades envolvidas pela forma como, em conjunto, se empenharam para erguer este projeto. Para o presidente da “Ads Territórios”, refere a mesma informação, esta é a prova de que, cada vez mais, é necessário encarar iniciativas de âmbito local como forma de promover um desenvolvimento sustentável, essencial para a valorização destes territórios. Também na área do turismo, António Lopes destacou o papel essencial que iniciativas em espaço rural e de natureza podem ter, alavancando outros projetos que permitam combater assimetrias existente.

Já para Jorge Conde, presidente do Instituto Politécnico de Coimbra, esta parceria é mais um passo na estratégia de descentralização que o Instituto Politécnico de Coimbra tem vindo a desenvolver, também, como forma de combater muito do desinteresse dos jovens pelo ensino superior superior ou, por vezes, a impossibilidade financeira de as famílias assegurarem a sua deslocalização. Jorge Conde não escondeu ainda a sua satisfação pelo acordo alcançado, destacando o CTeSP como uma oportunidade e mais-valia para as populações locais mas também, para a progressão académica dos jovens e público em geral.

O objetivo do curso, segundo a mesma nota de imprensa, é “dotar os formandos de conhecimentos do espaço rural e natural que lhes permita conceber um conjunto de ofertas, entre elas trilhos ou outros projetos, em espaços rurais, em muito numa lógica de complementaridade ao setor do turismo”.

O CTeSP “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais” vai funcionar no Espaço Fatimae, em Fátima e terá a duração de dois anos. Terá uma componente teórico-prática de três semestres e outra, de estágio profissional, com a duração de seis meses.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome