Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Comitiva oureense ruma aos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020

O presidente da Câmara Municipal de Ourém despediu-se pessoalmente da atleta Ana Sofia Costa, a poucos dias da sua partida para Tóquio, onde irá representar as cores lusas e o concelho de Ourém nos Jogos Paralímpicos. Luís Albuquerque desejou à atleta muito sucesso e reforçou o apoio, em nome de todos os oureenses, fazendo votos para que possa atingir todos os objetivos a que se propõe.

- Publicidade -

A comitiva oureense conta ainda com Celina Lourenço, parceira de competição da atleta do Centro João Paulo II que cumpre, desta forma, o sonho de representar Portugal nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, evento que irá contar com a participação de cerca de 4400 atletas de todo o mundo a competirem em 22 modalidades diferentes.

A atleta de badminton Beatriz Monteiro e lançador do peso Miguel Monteiro serão os porta-estandarte de Portugal na cerimónia de abertura dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, que começam em 24 de agosto, anunciou o Comité Paralímpico de Portugal.

- Publicidade -

Beatriz Monteiro, de 15 anos, é a atleta mais jovem da comitiva portuguesa e será a protagonista da estreia lusa nas competições paralímpicas de badminton.

O atleta Miguel Monteiro é campeão europeu no lançamento do peso na categoria F40 (baixa estatura) e recordista mundial da especialidade, tendo sido quinto classificado nos Jogos Rio2016.

Portugal vai estar representado por 33 atletas, de oito modalidades (Atletismo, Boccia, Natação, Canoagem, Ciclismo, Judo, Equestre e Badminton), nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, que decorrem entre 24 e agosto e 05 de setembro.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome