Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém: Ciclistas mobilizam-se em homenagens a colega morto na estrada/ATUALIZADA

Tiago Peixoto Valério, 26 anos, natural da Cavadinha, freguesia de Urqueira, Ourém, morreu esta quinta-feira, dia 21, na sequência de um atropelamento por um veículo ligeiro na noite do dia anterior. O funeral é este sábado, dia 23, na Urqueira, às 15h. O grupo de ciclismo amador ABC Caixarias está a convocar amigos e ciclistas a comparecerem junto da casa mortuária da Urqueira pelas 14h, equipados e de bicicleta, para que possam acompanhar a marcha fúnebre até à Igreja da localidade.

- Publicidade -

Acidente aconteceu na Loureira, quarta-feira, dia 20, por volta das 23h (fonte Auren TV)
Acidente aconteceu na Loureira, quarta-feira, dia 20, por volta das 23h (fonte Auren TV)

O jovem ciclista fazia um circuito de treino na Loureira, à entrada de Fátima, pelas 23 horas, quando se deu o acidente, tendo estado cerca de meio dia em coma nos cuidados intensivos do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. Morreu durante a tarde de quinta-feira, pouco antes de uma vigília pela sua recuperação no Santuário de Fátima. Os ciclistas do concelho preparam agora várias homenagens e uma petição por sinalização nas estradas.

- Publicidade -

A notícia foi avançada nas redes sociais por Ana Marques, a namorada, com quem vivia em Caxarias, que escreveria na página de facebook “Acabamos de perder o meu anjinho. Amo-te Tiago, vais ficar para sempre no meu coração. Amo-te”. No mural de Tiago Peixoto Valério deixou também uma dedicatória: “Não há dor maior do que a perda da pessoa que mais amamos. Da forma como nos é arrancada a forma brutal como é tudo destruído do nada… O amor ninguém nos tira as recordações ninguém nos vai apagar as memórias de uma vida em comum contigo Tiago Peixoto Valério foram momentos incríveis. A nossa vida era perfeita tu completavas-me tanto… Já eras o meu coração agora passas a ser meu anjo. Descansa em paz e ate um dia AMOR”.

A notícia foi recebida com consternação pela comunidade de ciclismo do concelho, que prepara já uma série de homenagens. Ricardo Dias, do ABC Caxariais, clube de ciclismo amador no qual Tiago Peixoto Valério corria, já havia adiantado ao mediotejo.net que se prepava uma homenagem para o funeral. “Era uma pessoa impecável, um bom companheiro”, resume o amigo, lembrando que ainda há pouco tempo tinham ido a Santiago de Compostela de bicicleta. “Era sempe bem disposto, na vertente desportiva estava sempre a tentar ser melhor”.

Tiago

Ricardo Dias desabafou que os acidentes com ciclistas começam a ser frequentes e que “a malta começa a ficar cansada” do que considera uma “falta de civismo dos automobilistas”. “Em Fátima já não é nem a primeira nem a segunda vez. Às vezes também é falta de prudência dos ciclistas, mas são objetivos, treinamos na hora que podemos”, reflete.

Tiago Peixoto Valério morreu no dia em que ia começar a correr pelo Fátima BTT. O responsável, Ricardo Silva, adiantou que se está a agilizar com a Federação Portuguesa de Ciclismo uma marcha lenta, em princípio para o final do mês. Enfatiza alguém “amigo do seu amigo”, que era presença frequente nas corridas.

O mediotejo.net contatou também o BTT Club dos Pinheiros, por quem Tiago Peixoto Valério chegou a correr. O responsável, João Alves, descreve o colega como “um amigo da região”, bem conhecido entre os ciclistas.

“É mais um acidente”, sintetizou João Alves, lembrando que em 2015 morreu outro ciclista nas mesmas condições. “Enquanto ciclista”, salienta, refere que “há muito desrespeito por parte dos automobilistas, mas também falta sinalética e condições nas estradas”. O responsável admite também que por vezes há excessos da parte dos ciclistas.

O atleta olímpico de Fátima, David Rosa, lançou na sua página oficial de facebook a proposta para uma petição por maior sinalização na estrada, em zonas usadas por ciclistas. Ao mediotejo.net o desportista avançou que a ideia já está a ser executada. O objetivo é criar uma proposta para Projecto-lei.

Não foi possível obter uma declaração da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here