Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém: “Caixa de Pandora” em torno dos protocolos dos cemitérios

A coligação PSD-CDS pediu que regressasse à votação o protocolo para o alargamento do cemitério do Olival, alegando que a oposição não sabia que se pretendiam fazer jazigos subterrâneos. “Estamos aqui a abrir uma caixa de pandora para todos os cemitérios”, defendeu o vereador Luís Albuquerque, tentando fazer valer a sua perspetiva, a qual foi recusada pelo executivo socialista na reunião camarária de 4 de março.

““Sentimo-nos enganados na aprovação desse protocolo”, defendeu Luís Albuquerque, salientando que uma ampliação tradicional não é a mesma coisa que fazer jazigos subterrâneos. O autarca defendia assim que toda a situação pode trazer problemas com as restantes freguesias, que também fizeram protocolos, mais simples, de ampliação.

A proposta de regresso do tema à câmara foi recusada por maioria, com abstenção do vereador do MOVE. O presidente da câmara, Paulo Fonseca, argumentou que assinaram-se apenas protocolos e que os projetos em si ainda estão a ser desenvolvidos

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome