Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ourém | Bombeiros esperam verão difícil, secção de Freixianda aguarda por balneários femininos (c/vídeo)

A secção de Bombeiros de Freixianda, dos Bombeiros Voluntários de Ourém, celebrou na sexta-feira, 19 de maio, os 32 anos da sua formação. No final do jantar, o Comandante Guilherme Isidro fez uma breve análise do que se prevê para o verão, entregando à secção capacetes florestais, de proteção para incêndios. Uma noite marcada por várias intervenções, onde se apelou à criação do estatuto municipal do Bombeiro, novos equipamentos e um balneário específico para os elementos femininos da secção.

- Publicidade -

Há pouco tempo na corporação, Guilherme Isidro começou por mostrar a sua surpresa pela união da secção de Freixianda, no norte do concelho de Ourém. Lembrando que a época oficial de incêndios começou a 15 de maio, o responsável comentou que “este ano, por aquilo que já se passou até hoje, vai ser um ano difícil e o desafio é grande e, portanto, temos que fazer o melhor possível”. “O corpo de Bombeiros de Ourém vai ter o seu dispositivo e vai fazer com que esse dispositivo esteja mais próximo das zonas de risco, com uma avaliação diária” das realidades do concelho. “Quanto mais próximos estivermos do local melhor será a nossa resposta”, explicou.

32 anos Bombeiros Freixianda. Comandante Guilherme Isidro fala sobre preparação da época de incêndios e entrega capacetes de proteção à secção

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 19 de Maio de 2017

- Publicidade -

O norte do concelho, admitiu, tem um “potencial grande” em termos de incêndios florestais. Para já está garantido apoio aéreo e meios de recurso em Ferreira do Zêzere e Pombal. “A nossa tarefa não tem sido facilitada”, lamentou, referindo a má informação que por vezes se difunde sobre a condição e os reais benefícios dos bombeiros.

O Comandante terminou a sua intervenção entregando capacetes florestais aos 29 elementos da secção de Freixianda. Da parte do responsável da secção, José Brito, foi deixada também a perspetiva de que se avizinha um verão difícil.

Entre os restantes discursos destacou-se o do presidente da mesa da Assembleia Geral da Associação dos Bombeiros de Ourém, Carlos Batista, que deixou a proposta para a criação de um estatuto social do bombeiro concelhio, que possa potenciar o voluntariado para este tipo de corporações. Um “incentivo minimamente junto” que poderia contemplar, exemplificou, a isenção do Imposto Municipal sobre Imóveis ou de outras taxas.

Já o presidente da junta da união de Freixianda, Formigais e Ribeira do Fárrio, Rui Vital, apelou à necessidade da secção ser dotada de um veículo de desencarceramento e de se substituir a ambulância, “que começa a ficar degradada”. “Ser bombeiro não é só vestir a farda”, frisou, mencionando também a criação do estatuto municipal do Bombeiro e constatando que continua a faltar à secção de Freixianda os balneários femininos.

Da Liga de Amigos dos Bombeiros de Freixianda, Jorge Santos enumerou alguns dos projetos já concretizados para melhorar as condições dos bombeiros, anunciando para breve uma máquina de lavar viaturas a pressão. Salientou porém que continuam por fazer as obras necessárias à requalificação do quartel. “Não podemos esperar mais”, sublinhou.

Sobre os balneários femininos, a presidente da assembleia municipal, Deolinda Simões, terminou a sessão anunciando que já realizara contactos para que se procure resolver este problema.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome