Ourém | Balanço “positivo” no primeiro ano de mandato do PSD-CDS

A coligação Ourém Sempre (PSD-CDS) realizou no sábado, 29 de setembro, um pequeno congresso dedicado ao balanço do primeiro ano do PSD-CDS nas lides do município de Ourém. Em declarações à comunicação social, o presidente Luís Albuquerque afirmou um “balanço positivo” e ainda muitos projetos em carteira.

PUB

Foi “um ano francamente positivo, que superou as nossas expetativas”, confessou o atual líder da concelhia do PSD, Humberto Antunes. A coligação decidiu por tal reunir militantes e fazer um balanço interno dos pontos altos e baixos do primeiro ano de mandato, com um sentimento geral de satisfação na sentir-se na sala.

O encontro foi para Luís Albuquerque um momento de “prestar contas”. Analisando positivamente este primeiro ano, realçou que o trabalho do seu executivo será ainda mais visível nos próximos meses, com todo um conjunto de obras que vão finalmente arrancar, nomeadamente de requalificações: Rodoviária, Castelo, Cine-teatro, estrada da Loureira, entre outras. Há também projetos a serem finalizados, como das avenidas Irmã Lúcia e João XXIII em Fátima, a ligação do IC9 à zona industrial, etc. “Há muita coisa por fazer”, frisou, projetos que considera estruturantes para o futuro.

PUB

Luís Albuquerque adiantou também que foram alienados seis lotes terrenos nas zonas industriais para alargamento e instalação de novas empresas, focadas em áreas tecnológicas, de informática e consultoria. Estes empreendimentos, referiu, vão resultar na abertura de 250 postos de trabalho.

“Os objetivos a que nos propusemos estão a ser conseguidos”, afirmou. A internalização da empresa municipal OurémViva foi para o autarca o processo mais difícil deste último ano, o qual já se encontra em fase de conclusão.

Questionado se será candidato em 2021, Luís Albuquerque afirmou que “é um horizonte muito grande para estar a perspetivar”, mas “os projetos em carteira não são para um único mandato”.

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).