Ourém | AMO lança Assembleia Jovem para promover consciência política e cívica

O Presidente da Assembleia Municipal de Ourém (AMO), João Moura, apresentou na sessão do dia 19 de fevereiro o ponto de situação do projeto Assembleia Jovem de Ourém, anunciando o dia 3 de maio para a realização da AJO.

PUB

Neste dia, 65 jovens vão apresentar os seus projetos para promover o património do concelho de Ourém e vão ser selecionados os dois melhores de cada escalão. Em junho, essas propostas serão presentes à Assembleia Municipal de Ourém. O projeto tem uma vertente inclusiva, e inclui a participação de cidadãos portadores de deficiência.

Este ano o tema é “Património do Concelho de Ourém” e o objetivo é que a iniciativa ganhe tradição.

PUB

Assembleia Jovem de Ourém dia 3 de maio

Publicado por AMO – Assembleia Municipal de Ourém em Sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Teve início este mês de outubro a divulgação junto dos alunos das escolas do concelho (públicas e ensino cooperativo) do projeto Assembleia Jovem de Ourém (AJO), uma iniciativa da presidência da Assembleia Municipal de Ourém (AMO). No dia 24 de setembro, o presidente João Moura (PSD) deu a conhecer em conferência de imprensa o projeto e a boa recetividade que o mesmo está a ter da parte das escolas. Uma iniciativa “para que os jovens se envolvam na política, na política local e nas políticas que valorizam a causa comum”, comentou.

Foi um dos projetos que João Moura anunciou assim que tomou posse e que arrancou mediante a apresentação de um regulamento próprio e a divulgação da iniciativa pelos alunos, para que formem listas e definam projetos. Este ano o tema é “Património do Concelho de Ourém” e o objetivo é que a iniciativa ganhe tradição.

Apresentação do projeto Assembleia Jovem de Ourém. Presidente da Am Ourém João Moura

Publicado por mediotejo.net em Segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Para João Moura, este é um “instrumento para dar aos jovens amor pelo concelho”, impelindo-os a refletir em conjunto determinados temas e sobre as políticas necessárias. Conforme constatou, há jovens que vivem em Fátima que nunca visitaram o Castelo de Ourém, ou que vivem em Freixianda e não conhecem o Agroal. “É potenciar a estima por um património que é deles”, salientou. “Para que os jovens se envolvam na política, na política local e nas políticas que valorizam a causa comum”, referiu.

Cada escola, depois de um processo eleitoral interno, vai trazer um grupo de cinco alunos à AJO para debater os projetos, com a possibilidade de se fazerem coligações. Após votação é escolhido um projeto vencedor (há também um prémio aos alunos vencedores). “Como na vida política, temos que fazer opções”, afirmou João Moura. O projeto vencedor é discutido em sede de assembleia municipal, sendo intenção que a AJO produza efeitos práticos para a sociedade, um pouco ao exemplo do Orçamento Participativo, explicou João Moura.

O regulamento da AJO foi elaborado em conjunto com os agrupamentos escolares e com a direção da Escola Profissional.

 

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).